Na realidade, todos os seres vivos manifestam comportamentos e sentimentos os mais variados possíveis, é claro que há a pré-determinação genética, mas os espaços onde vivem, a forma como interagem com os da sua espécie e a sociedade em torno, compõem um somatório de variáveis que dão visibilidade ao #Comportamento no dia a dia das espécies. 

É assim com os seres humanos, é assim com os #Animais selvagens, e também domésticos, entre os quais, os cães.

Todo veterinário, criador, protetor e apaixonado pela espécie canina, sabe que, por exemplo, os cachorros que vivem em abrigos, canis de algumas ONGs ou do governo, ao “perceberem” que irão ser adotados, em regra geral, mudam automaticamente o comportamento para melhor, o que reforça o 'milagre' e a importância de um gesto tão simplório de amor. 

Foi exatamente o que aconteceu com um cachorro da mal interpretada raça Pit Bull, de oito meses de idade, chamado Benny. As pessoas envolvidas e que cuidavam desse animal em questão, estavam lutando arduamente para poder encontrar um lar para o filhote, “bastante tímido, mas extremamente amigável”, conforme as palavras dos seus cuidadores diretos. 

O Carson Animal Care Center (Centro Carson de Cuidado Animal), localizado na cidade de Gardena, Califórnia (EUA),  recebeu a colaboração de cidadãos voltados a causa animal, que publicaram na rede social Facebook algumas fotos do pit bull.

Publicidade
Publicidade

Logo após isso, Benny teve a chance de encontrar um lar, antes mesmo do Natal, e como uma forma de agradecimento do animal por tamanha oportunidade de recomeço, ele simplesmente ficou fora de si, extremamente animado com a ideia de liberdade. 

A cena emocionante da família que o adotou quando foi buscá-lo foi gravada e o vídeo disponibilizado na internet, sendo que em questão de poucas horas acabou transformando-se em um “viral do bem”, contando com milhões de visualizações e curtidas. 

Enfim, o animal apresentava-se temeroso diante daquele pequeno grupo de pessoas desconhecidas, porque não dizer tímido e titubeante, mas a demonstração de carinho, afeto e certamente amor por parte daquela gente, fizeram com que Benny, o pit bull, “perdesse a cabeça” de tanta felicidade e contentamento, tão logo ele percebeu que tinha sido adotado.

Publicidade

Muito provavelmente, o cachorro estivesse dizendo para si mesmo naquele momento do encontro: "Estou livre! Finalmente eu vou para o meu novo lar!”. Aos amantes da vida e dos animais, resta dizer: “Seja feliz Benny com sua nova família!”. #Cães