Presentes, árvore, ceias e Papai Noel. Basta se aproximar o Natal que já se fala disso por todos os lados. Mas, de onde surgiu toda essa tradição? E como foi que surgiu o #Natal?

De acordo com Pedro Paulo Funari, arqueólogo e professor da Unicamp, a comemoração do Natal é mais levada para ritos pagãos do que para ritos cristãos. Segundo Funari, o Natal surgiu de uma festa, muito antes da era de Cristo e do calendário do ciclo solar. Ainda de acordo com o professor, o Natal surgiu para a comemoração do dia mais curto do ano, que ocorre em dezembro no Hemisfério Norte.

Em Roma, o dia 25 de dezembro era associado a comemoração do Deus Sol, já que, após o dia mais curto do ano, o sol voltaria a brilhar por mais tempo.

Publicidade
Publicidade

No cristianismo, a comemoração do nascimento de Cristo começou por volta do século IV, que foi quando terminou a perseguição religiosa por parte do imperador Constantino. Ou seja, a igreja adotou a comemoração pagã e reverteu como data importante no cristianismo.

Após essa adoção, com o poder que a Igreja ganhou, ela começou a perseguir aqueles que comemoravam a data no seu formato original, o dia do Deus Sol.

O rito da troca de presentes, nada mais é que um ato comum em todos os povos, independentemente de condição financeira ou religiosa. No caso da comemoração do Natal, por parte da igreja, a troca de presentes foi associada aos presentes que Jesus recebeu dos reis magos. Na Espanha, por exemplo, a troca de presentes ocorre apenas no dia de Reis.

A partir do século XX, a comemoração do Natal foi perdendo força religiosa e voltando-se para o lado comercial, visto que mesmo aqueles que não praticam nenhuma religião também participa das festas em #Família e da troca de presentes. 

A ceia servida no Natal original, tinha por tradição servir carnes assadas, por serem pratos mais caros.

Publicidade

Eram servidos carne de porco e peixes na comemoração. O peru só foi introduzido em meados do século XVI, por ser mais caro que a carne de porco e peixe. O peru virou o prato de ocasiões especiais.

A imagem do Papai Noel, segundo Funari, não tem nada haver com Nicolau, homem que viveu no passado e foi reconhecido pela igreja como santo. O Papai Noel foi criado no século XX e surgiu nos comerciais da Coca-Cola, sendo essa imagem difundida por todo o mundo através de filmes e comerciais.

Independentemente de qual seja a razão da comemoração do Natal, o importante é que a data ajuda para que familiares e amigos fiquem mais próximos, em paz e união. #Curiosidades