Querida Danuza,

É sempre bom encontrar com as amigas e conversar de assuntos antigos, novos, casos são contados pela metade, retomados, interrompidos por mostras de fotos das netas, notícias de outras amigas, comentários diversos. Dessa vez não se falou de política, talvez por estarmos cansadas demais de assuntos de corrupção e mentiras.

É interessante observar que as vidas seguem, cada qual com seus problemas, mas seguem. Os filhos continuam sendo criados e acompanhados, e quem ganhou netos não se cansa de falar de suas gracinhas.

Na mesa apenas eu ainda tenho mãe e todas ainda falam como suas mães eram e do que gostavam, ninguém falou de pais...

Publicidade
Publicidade

Acho que as mães, para as mulheres, são mais presentes e deixam mais registros na memória, talvez por viverem mais e serem mais dedicadas aos filhos.

Cada qual com seu drama, difícil de ser resolvido, mas enfrentado. Todas mulheres na casa dos 50 e poucos, bem arrumadas, bonitas, alegres. Me impressionam os desafios de cada uma; a que vai enfrentar a quimioterapia depois de 10 anos de um câncer já tratado; a que acabou de enfrentar uma operação de troca da cabeça do osso do fêmur por uma peça de titânio; outra que deixou marido e filho nos EUA e não pode voltar porque estava lá como imigrante ilegal, e que não vê o filho há 3 anos, recomeçando a vida de novo; a que tem um namorado há mais de 15 anos e insiste em reconquistar o amado mesmo sem ele querer; a que não tem paciência para escutar ninguém e só quer falar sem saber escutar, e por aí vai.

Publicidade

Aí eu fico pensando na vida de todas nós. Vidas comuns, sem qualquer coisa especial. Eu ainda não tenho netos, então fico acompanhando os netos das amigas.

E os amores? Uma espécie de silêncio sobre esse assunto.Será que todas ainda tem sonhos de amores? Acho que sim, mas ninguém fala no assunto. Também não se fala mais de amores passados, nem das mágoas, nem dos ressentimentos, ficou tudo para trás.

Agora só se olha para frente, para o futuro. Sem pendências de amores. Os planos são de viagens, de manter a saúde, de se manter bonita, mas para si, sem a ansiedade de agradar ninguém especial. Aquela fase de remoer os amores passou. Se aparecer algum, maravilha, mas se não aparecer tudo bem também.

E assim vamos vivendo nossas vidas simples com as famílias e as amigas. Sem maiores expectativas, apenas paz e saúde. A vida com amor e paixão é colorida, essa é branca, mas é boa também. #Entretenimento #Família #Comportamento