Pablo Emilio Escobar Gaviria ou só Pablo Escobar, narcotraficante colombiano e aquele que um dia foi um dos homens mais ricos do mundo com seus #Negócios escusos, visitava os Estados Unidos da América. Sim, é isto mesmo! Escobar ia para a América não só para vender a droga produzida pelo seu cartel, o que em certa ocasião, em uma única semana, lhe rendeu 420.000.000 de dólares, mas o colombiano ia também para passear pelos Estados Unidos, assim como qualquer turista comum. 

No ano de 1981, Escobar começou as suas viagens para Miami a fim de supervisionar pessoalmente o andamento do negócio e para poder comprar imóveis na cidade.

Publicidade
Publicidade

O filho de Plabo Escobar de nome Juan Plablo Escobar, que hoje é conhecido como Sebastian Marroquin, relatou que era simplesmente algo surpreendente como o pai dele entrava nos #EUA sem esconder-se.  Segundo o filho de Escobar, o pai apresentava o passaporte na aduaneira e os funcionários norte-americanos simplesmente diziam, “bem-vindo aos Estados Unidos Senhor Escobar”. 

Nas suas viagens, o “capo” levava centenas de milhares de dólares que nunca foram apreendidos pela polícia. Muito embora o DEA - Drug Enforcement Administration (órgão para o Controle/Combate das Drogas) da polícia federal norte-americana estivesse simplesmente desesperado por encontrar e capturar Pablo Escobar, o homem que enviava toneladas de cocaína para os Estados Unidos, enquanto o mesmo entrava e saía da Flórida a hora que bem entendesse. 

Em uma das suas visitas aos EUA em 1981, Pablo Escobar e seu filho foram visitar a Disney World e em outra ocasião se encaminharam até a capital dos EUA, Washington DC, que é também a sede do FBI - Federal Bureau of Investigation (Agência Federal de Investigação) que promovia uma verdadeira caçada a Escobar.

Publicidade

Pablo, sua esposa Maria Victoria e o pequeno Juan Pablo passaram por Washington e tiraram fotos em frente a cerca de proteção da Casa Branca, todos misturados aos outros turistas na época em que o presidente norte-americano era Ronald Reagan. 

Na seqüência Pablo Escobar continuou o passeio e decidiu visitar o edifício-sede do FBI, mas nessa ocasião, ele escolheu por portar um documento falso, disse o filho dele, Juan Pablo no livro que escreveu cujo título é: Pablo Escobar, o meu pai. Maria Victoria e o menino usaram os seus documentos verdadeiros e após concluída a visita conduzida por um guia, foram embora. #Cinema