Estudo apresentado no recente Fórum de Davos coletou dados de como as nações são vistas em torno no mundo, cerca de 16 mil pessoas opiniram, para se ter uma ideia geral do conjunto de países, as perguntas foram descriminadas por categorias, como carreira (melhor país para iniciar), aventura, empresas (melhor para iniciar um negócio), aposentadoria (melhor país ter uma boa qualidade de vida após se aposentar), família (melhor lugar para se criar filhos) e educação e investimentos, que finalizam as categorias propostas pelo estudo da faculdade de economia da Universidade da Pensilvânia nos Estados Unidos.

A divulgação da lista com 60 nações ficou a cargo da revista americana U.S. News & World Report, além da empresa de consultoria BAV Consulting e a Wharton School, com enfoque também na sustentabilidade e qualidade de vida de seus habitantes o ranking foi um dos destaques da pesquisa.

Publicidade
Publicidade

Uma boa notícia para os brasileiros é que o Brasil continua bem visto pelo comunidade mundial, quando diz respeito a lugares mais desejados no mundo para se conhecer, o país ficou em primeiro lugar do ranking na categoria aventura e em sexto classificado no quesito influência cultural.

O país mais citado nas categorias aposentadoria, educação e familía, foi o Canadá que no ranking geral aparece em segundo lugar da lista, abaixo apenas da Alemanha que foi a nação mais bem avaliada em assuntos levantados pelo estudo como início de carreira ( 2º lugar), nessa categoria aparecem também a #China e os Estados Unidos com o primeiro e segundo lugar respectivamente, no quadro geral o Brasil aparece em vigésimo colocado. 

Confira a lista completa

  • - Alemanha;
  • - Canadá;
  • - Reino Unido;
  • 4º - Estados Unidos;

  •  - Suécia;

  • 6º - Austrália;

  • 7º - Japão;

  •  - França;

  • 9º - Holanda;

  • 10º - Dinamarca;

  • 20º - Brasil.

Informações como respeito aos direitos humanos e qualidade da alimentação foram também destacados na metodologia da pesquisa, com recolhimento de vários desses e outros dados o estudo procurou mapear o novo ranking no Fórum Econômico de Davos na Suíça, neste início de ano.

Publicidade

Deixe seu comentário, você concorda com o ranking apresentado pelo estudo? #EUA