Em sua atividade de navegação na Internet seus olhos caem em uma manchete onde é possível ler: "Ex-ministro da #Educação destaca a importância da EaD para o desenvolvimento do país". O selo de garantia da FIOCRUZ, site onde a notícia foi publicada, o leva a se deter para ler seu conteúdo. Carlos Alberto Chiarelli se esmera em elogios a esta forma de oferta do processo de ensino e aprendizagem. Alvíssaras para quem ainda tinha dúvidas com relação à escolha de seu curso em EaD. Há boas ofertas no mercado. Se este é seu caso procure refrear um pouco o entusiasmo e observe a lista de recomendações abaixo.

  1. Verifique se é isso mesmo o que quer e se tem condições de desenvolver atividades de aprendizagem independente. Procure ser realista e sincero com você mesmo para não embarcar em uma aventura.
  2. Verifique se a instituição está cadastrada para o curso que deseja se isto for necessário.
  3. Verifique o nível de avaliação do curso. Qualquer nota abaixo de 3 (um mínimo para uma qualidade aceitável) desqualifica o curso.
  4. Vá até o polo de apoio presencial (PAP) que está instalado na sua cidade. Verifique as suas instalações, se a forma de oferta prever esta situação. Se a oferta prever que não haverá necessidade de atividades presenciais, analise o polo de apoio virtual (PAV. Geralmente um AVA – Ambiente Virtual de Aprendizagem).
  5. Consiga uma senha de teste. Navegue e verifique a usabilidade do AVA – Ambiente Virtual de Aprendizagem colocado à disposição dos alunos. Na atualidade ele está presente em todas as formas de oferta.
  6. Verifique o nível de #Comunicação dos alunos com a IES, com os professores e dos alunos entre si. Comunicação e interação são fundamentais para EaD. O acesso às redes sociais é importante, coloca a IES em contato com o mundo.
  7. Converse com alguns ex-alunos ou alunos regulares. Procure informações sobre o grau de satisfação com o atendimento. Valide principalmente a qualidade da tutoria prestada. Ela é fundamental para EaD. Confira a sua disponibilidade e formas de atendimento.
  8. Busque informações sobre qual conteúdo é oferecido. Valide a forma e o grau de qualidade. Esta informação pode ser obtida com ex-alunos ou com aqueles que ainda estão cursando. Se possível consiga algum material para avaliação.
  9. Verifique as suas condições de acesso a estes materiais em múltiplas mídias. Cuidado porque elas podem estar em servidores em nuvem que exigem ligações em banda larga em sua conexão com a internet. Há localidades e polos que não têm esta condição.
  10. Analise se os custos propostos são compatíveis com sua renda e se você irá conseguir sustentabilidade para não ter que encerrar o curso antecipadamente e perder tudo o que investiu.

Se identificou que você não tem condições, desista do propósito.

Publicidade
Publicidade

Ainda existem bons cursos presenciais. Se você tem condições e o problema é com a IES, procure uma outra. Não se inscreva em um curso EaD sem antes validar, pelo menos o decálogo acima.