É preciso cuidado ao enviar postagens para a grande rede. Nas redes sociais, agressões não são incomuns. Um bom exemplo disso pode ser obtido em uma nova série lançada recentemente pelo canal SyFy: The #Internet Ruined My Life. O registro de fatos passados pode servir como lição para que erros sejam evitados, no presente e no futuro. Pena que os exemplos sejam rapidamente esquecidos. O conteúdo das cenas nos mostra que, aquilo que era considerado como uma inocente postagem, pode assumir dimensões dramáticas. As consequências podem marcar por toda a vida.

Da telinha para o mundo real

O que foi possível ver no primeiro capítulo da série mostra que vivemos na sociedade do espetáculo.

Publicidade
Publicidade

Muitos trocam o real pelo imaginário. Não são poucas as vezes nas quais o narcisismo floresce. É importante lembrar que o auto endeusamento já matou Narciso, um conhecido personagem mítico. Ao se apaixonar por sua imagem, ele mergulhou no lago, diretamente para morte. Ele acabou transformado em uma bela flor. Deste modo, ao fazer  postagens, é preciso evitar:

  • Fotos em posições sensuais, com pouca ou nenhuma roupa. As consequências funestas desta atitude já foram sofridas por muitos famosos que cederam ao apelo da vaidade. As fotos podem ser indevidamente publicadas;
  • Fotos onde esteja registrado algo indevido, no plano de fundo da mesma. É preciso observar se foram captadas coisas ou personagens indevidas. As consequências também podem ser funestas;
  • A pretensão de ser um paparazzi. Fotos de quem não quer ser fotografado, principalmente se for em alguma cena picante ou em alguma posição que sugira o ridículo devem ser evitadas;
  • Ignorar, ao chegar em algum local, se há alguém com o celular mirando para os outros. Neste caso é bom ficar alerta. É preciso ter cuidados ao sentar para evitar cruzar as pernas em posições provocadoras. Evite virar um meme na grande rede. Este é um fenômeno descrito como um conceito, imagem ou vídeo relacionados com o humor ou com situações ridículas a que é possível sujeitar voluntária ou involuntariamente;
  • Sarcasmo nas postagens. Ele nada tem de divertido e pode provocar reações violentas;
  • Trocar ofensas com quem está do outro lado da telinha. Não se sabe com quem se está tratando;
  • Publicar juízos de valor (aqueles que representam posições pessoais, sejam políticas, filosóficas, religiosas ou de qualquer tipo).

Volte no tempo e lembre do que aconteceu com a revista francesa Charlie Hebdo.

Publicidade

Ao mexer com o fundamentalismo religioso, ela provocou uma reação que deixou atônita a sociedade ocidental, que não compreende tamanha violência. Não esqueça, a série passa todas as quartas-feiras no canal SyFy. É um ataque direto ao lado escuro da tecnologia. Assista, confirme o que está dito nos parágrafos anteriores, e evite esquecer as fortes imagens que é possível assistir. #Comunicação #Comportamento