É inacreditável o ponto a que chegou o fanatismo político, religioso, futebolístico...Como foi que nós, brasileiros, nos tornamos tão extremistas na defesa de opiniões (primordialmente quando contrárias) para criticar, difamar, "desancar" um desafeto, seja ele artista, pessoa pública, qualquer ser humano a quem nos damos a liberdade de obrigar a pensar como nós ou tornar "persona non grata" imediatamente, após ouvi-lo emitir uma opinião que não se coadune com a nossa?

Jô é uma pessoa educada, culta, que merece ser respeitada no mundo televisivo. No mínimo metade das pessoas com algum sentido de cidadania (que prezem a amizade, a cordialidade, a convivência harmoniosa) concordamo.

Publicidade
Publicidade

Então como se explica a reação de tantos contra este apresentador simplesmente por haver o mesmo sido compreensivo e educado para com a presidente do país quando da entrevista concedida e visita realizada?

Suas colegas na temporada, jornalistas, repórteres tidas como intelectuais facilmente perdem a compostura, destratam, ofendem o cidadão por banalidades! Que desilusão para quem ainda estava esperançoso com o slogan "Pátria Educadora", e vislumbrava um futuro melhor ao nosso país, sempre tão desprezado pelo resto do mundo, considerado tão mal-educado, desonesto, corrupto, sujo mesmo!

Ter uma pessoa honesta e correta na presidência, mesmo que ela não vencesse as adversidades nem obtivesse a simpatia do povo, deveria orgulhar os brasileiros depois de toda a vergonha que já carregam desde que começaram a entender o que é a sociedade.

Publicidade

Infelizmente essas pessoas que reagem assim se multiplicam a cada segundo e levam o país ao abismo da total desconsideração para com o próximo. São indignos de merecer qualquer sacrifício, pois só sabem votar em políticos que prometam "dar um jeitinho" na sua vida como num passe de mágica. Cidadãos que só se dedicam a eleger candidatos que resolvam tudo na base da propina, da falta de moral, do mau caráter acima de qualquer virtude, pois a estes se igualam e se completam.

São ervas daninhas que, fazendo escola, vão gerar descendentes sem moral. O único representante que merecem  é aquele que proclame a imoralidade absoluta da nação! #Corrupção #Comportamento #Crise no Brasil