A operação Lava Jato lembra em muito a "Operação Mãos Limpas" ou "Mani Pulite", investigação judicial de grande envergadura que ocorreu na Itália. Esta operação teve inicio na cidade de Milão visando esclarecer casos de "#Corrupção" na década de 90.

Essa operação "Mãos Limpas" foi responsável pelo desaparecimento de muitos partidos políticos da época. Alguns políticos e industriais cometeram suicídio quando seus crimes foram descobertos.

Voltando à Operação Lava Jato, pode se ver uma luz no fim do túnel. O juiz Sérgio Moro tem feito o povo acreditar no impossível. Que a justiça brasileira funciona. Que pessoas sérias estão dispostas a investigar gerações de corrupção e punir quem quer que seja com o rigor que determina a lei.

Publicidade
Publicidade

Entretanto, o que se pode ver, são militantes da oposição atacar o juiz Sérgio Moro de todas as formas que lhes são possíveis.

Mesmo com tantas ameaças e ataques verbais, o juiz federal não se intimida, da mesma forma que o aposentado ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa, não se intimidava.

O Brasil precisa de pessoas com essa integridade. Com essa coragem e determinação de fazer o que é certo. De fazer prevalecer as leis deste país. É preciso dar apoio incondicional ao juiz. Blindar ele com o apoio e a esperança de um Brasil melhor. Ele precisa de ferramentas para exercer o seu papel.

A #Polícia Federal tem se mostrado um exemplo em que um cidadão desacreditado e sem esperanças, pode enfim, com as ações do juiz Sérgio Moro e a perícia eficiente da Polícia Federal, ver alguma luz no fim do túnel.

Publicidade

Que o país possa ter um final tão feliz quanto os italianos tiveram em suas operação "Mãos Limpas." Que os órgãos competentes possam dar ao juiz Moro todas as ferramentas que ele necessita. Toda proteção que ele e os seus precisam.

Um país que tem "dois" presidentes não pode ser considerado "Democrata." Um presidente que deixa seus compromissos para defender um investigado, não pode ser isento de investigação. Não pode haver privilégios quando se há suspeitas! Todos são sujeitos à justiça, senão, ministros e presidentes por terem fórum privilegiado farão o que bem entenderem sem punição. 

Lembrando que o Juiz Sérgio Moro já recuperou mais de 2 bilhões de reais para os cofres públicos.

Quantos não enriqueceram ao longo dos anos depois que essa milícia se apossou do país? Lá se vão 14 anos. #Crise no Brasil