Desde o início de nossa história sempre houve a dificuldade de se separar o que é público do privado. O mais interessante desse contexto não é a passividade de parte da população, que antigamente não tinha participação nas decisões políticas do país, mas, sim, o apoio de alguns do próprio povo, que não pertencem à cúpula diretiva do poder. Na Constituição Federal de 1988, chamada de Constituição Cidadã, no parágrafo único do artigo 1º está escrito: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição. E a pergunta que nos resta a fazer é: se o poder emana do povo e esse não aguenta mais a corrupção, porque não conseguimos acabar com ela?

A forma de governar da coroa Portuguesa no Brasil era de uma administração patriarcal que não diferenciava o público do pessoal do governante, ou seja, não existia a imparcialidade, a separação entre público x privado e muito menos a transparência, posto que o rei não tinha a obrigação de prestar contas dos recursos que entravam no tesouro.

Publicidade
Publicidade

Conforme a obra Raízes do Brasil, de Sérgio Buarque de Holanda: No Brasil, a coisa pública sempre foi tratada como 'coisa nossa' e há uma enorme dificuldade de convivência social a partir de normas impessoais. Afirmando, dessa forma, que esse contexto foi propício ao crescimento das raízes da corrupção no país.

Já não bastasse a exclusão dos mais pobres ao acesso à educação, antigamente, hoje ainda vemos uma educação pública que deixa muito a desejar. E sabemos que sem uma educação de qualidade há o alijamento da formação de senso crítico para avaliar não só o que esta exposto, mas o que está nas "entrelinhas". Entretanto, o mais espantoso é o apoio de alguns que não participam do primeiro escalão do poder(isso desde os tempos da coroa) à perpetração de corruptos no poder, como provam as famosas frases: "rouba mais faz", "todo político rouba", "as coisas são assim mesmo", etc.

Publicidade

Como se essas pífias conclusões justificassem seu voto e apoio a qualquer político que sabe que é corrupto.

A corrupção é uma atitude suja e covarde, com o mais alto grau de "pilantragem", é usar a posição pública como muro para ações criminosas, para atraiçoar o povo com um sorriso no rosto. Se a Lei Maior do Estado Brasileiro entregou o poder na mão do povo, porque a podridão no poder ainda existe? Quem vamos culpar se a tarefa de votar, fiscalizar e administrar o poder é nossa? Há quem permita que essa sujeira ainda perdure, não cobre as promessas que os políticos fazem em campanha, apoie políticos corruptos em troca de favores pessoais, vá a uma micareta de Carnaval e não participa de uma manifestação contra a corrupção, etc (me perdoem os que assim não agem).  

E qual a sua posição nesse cenário? Não sou contra político ou partido nenhum, SOU A FAVOR DO MEU PAÍS! Quero justiça para os que são acusados injustamente e punição aos corruptos. VAMOS ARRANCAR AS RAÍZES DESSE CÂNCER, NO BRASIL! #Crise #Crise econômica #Crise no Brasil