O dia 8 de março é quando se comemora o Dia Internacional da mulher. Muitos não sabem, outros se perguntam: Por que que existe esse dia?

O Dia Internacional da Mulher foi criado em uma conferência na Dinamarca no ano de 1910, mas foi devido a um episódio no ano de 1857 entre as operárias de uma fábrica que surgiu esse dia. Na ocasião, tecelãs reivindicavam melhores condições de trabalho, mas em um ato bárbaro elas foram presas dentro da fábrica e a mesma foi incendiada. Cerca de 120 tecelãs morreram nesse episódio.

A luta das mulheres ganhou mais força anos depois desse episódio, mas foi com ele que a vontade de lutar pelos direitos das mulheres se tornou mais forte. Isso não quer dizer que já não ocorria esse tipo de luta antes.

Publicidade
Publicidade

Aliás, até hoje se corre atrás do direito das mulheres. Por isso, o dia internacional da mulher é tão importante.

Dia Internacional da Mulher e o YouTube

Para celebrar esse dia e chamar ainda mais atenção, o YouTube convidou seis vlogueiras ao redor do mundo para encarnar personalidades reconhecidas, com o intuito de encorajar a criação de conteúdo que seja dirigido para as mulheres e pelas mulheres. A principal intenção do YouTube é ter cada vez mais vozes femininas sendo ouvidas.

Uma das vlogueiras convidadas foi a brasileira Jout Jout (do canal Jout Jout Prazer), que na última quarta-feira confirmou que faz parte do projeto e que encarnou Pagu.

Vale lembrar que ano passado o YouTube convidou algumas vlogueiras para gravarem um vídeo dando conselho para ela mesma de 10 anos atrás. A campanha se chamava "Querida eu mesma" que fez muito sucesso no YouTube e que nos ajudou a entender melhor aquelas mulheres vlogueiras e também a nos ver nos episódios que elas passaram, fazendo com que a gente se identificasse.

Publicidade

YouTube

O YouTube cresce a cada dia e hoje é um dos principais meios de comunicação que se tem. Principalmente porque qualquer pessoa pode postar um vídeo e expressar a sua opinião ou mostrar o que está acontecendo em qualquer lugar. Então, por que não usar esse meio de comunicação para que as mulheres sejam ouvidas? Que elas falem o que tenham a dizer sem serem sensuradas, que encorajem cada vez mais mulheres a falarem sobre elas e para elas.

O YouTube também está com um projeto de empoderamento das mulheres em que blogueiras, como Jout Jout e Liliane Prata, estão se juntando para falar sobre questões importantes como feminismo, a vida aos 20, 30, 40 anos, etc. Esses vídeos estão espalhados entre os canais das mulheres vlogueiras no YouTube e vale muito a pena assistir todos eles, pois são educativos e trazem reflexões muito importantes do que é ser mulher. #Comportamento