O ser humano é gregário. Não gosta de solidão. Poetas assemelham a procura do companheiro para todas as horas à metáfora do conforto de um chinelo velho. É o que se pode observar na letra da música do grupo Roupa Nova: “É! Talvez eu seja / Simplesmente / Como um sapato velho / Mas ainda sirvo / Se você quiser / Basta você me calçar / Que eu aqueço o frio / Dos seus pés”. Assim se justifica que cuidados especiais sejam tomados no primeiro encontro. A partir da primeira impressão, um novo encontro pode ocorrer e uma história de uma vida a dois ser construída.

Cuidados a serem tomados

Primeiro cuidado: Cuidado com a aparência.

Publicidade
Publicidade

Esqueça a cara enfarruscada em casa. Não precisa exagerar e usar base para esconder aquela pequena pinta. Ela pode ser o charme que vai chamar atenção.

Segundo cuidado: Demonstre confiança. O nervosismo pode até dar um diferencial, mas é importante que logo ele seja superado e uma sensação de confiança predomine.

Terceiro cuidado: Seja amigável. O sorriso é uma arma que tem o ser humano para enfrentar o estresse, como ele acontece em um primeiro encontro. O sorriso depõe qualquer arma de defesa. Lembre-se da beleza do sorriso de uma criança para sua mãe, ao colocar óculos e vê-la pela primeira vez. Um sorriso pode ser considerado o espelho da alma.

Quarto cuidado: Seja original. Falar sobre o tempo, sobre a queda da presidente, sobre a bolsa de valores, pode tornar o encontro maçante e colocar o outro na defensiva.

Publicidade

Não precisa se preocupar em esconder o medo. A outra parte também poderá ter os mesmos receios o que os fará rir juntos, quando no futuro lembrarem estes primeiros momentos.

Quinto cuidado: Não vá com sede ao pote. Se o relacionamento der certo, avançar o sinal será uma consequência natural. Não procure demonstrar este interesse logo no início e não pose de don Juan. Não haja como o arquetípico sedutor espanhol. Há homens e mulheres que rechaçam esta tentativa imediata de conseguir a sobremesa, antes que a mesa do jantar esteja posta.

Sexto cuidado: Preferencialmente não prometa nada. Mas se assim o fizer, não prometa o que não pode cumprir. Não se sabe porque estranha razão, as promessas de um primeiro encontro nunca são esquecidas.

Sétimo cuidado: Procure tornar a data interessante, busque alguma referência, tal como a primeira música. Quando ouvir ou ver alguma coisa agradável, associe ao primeiro encontro, você estará demonstrando romantismo e, ainda que muitos digam que ele está morto, ele sempre ressuscita no primeiro encontro.

Publicidade

Oitavo cuidado: Sente-se perto da pessoa, mas não ao ponto de tornar sua presença desconfortável. Lembre-se de sentar ao seu lado e não através da sua companhia. Muitas vezes este primeiro contato não deixa as pessoas confortáveis.

Nono cuidado: Dizer que você quer ser um bom amigo, pode estragar tudo. É um pecado mortal. Quem marca um encontro não o faz na procura de apenas amigos. Toda a tensão que envolve um primeiro encontro, tem um final feliz esperado, e ele não se restringe à amizade.

Décimo cuidado: Quem gosta de mau cheiro é gambá. Evite encontros quando comeu algo que tinha bastante alho e cebola. Se comeu e se lambuzou com um delicioso Tacacá, transfira o encontro para outro dia. Um beijo no primeiro encontro não está fora de cogitações, mas se algo não estiver perfeito, ele poderá ser o último.

Tomando estes cuidados pode ir preparando os convites para o casamento, principalmente se você tomar em todos os demais encontros, os mesmos que tomou com o primeiro deles. #Comunicação #Dicas