As campanhas políticas são sempre cheias de clichês, e um dos maiores deles é o de segurar bebês no colo e beijá-los, seja na bochecha ou na testa. Durante as #Eleições, você pode ver por todos os cantos 'heróis políticos' com um sorriso no rosto beijando várias crianças, que, na maioria das vezes, foram entregues nas mãos dos políticos por seus próprios parentes. Você sabe por que isso ocorre ao redor do mundo? Descubra a seguir.

Todos os políticos, sejam eles da direita ou da esquerda, beijam bebês, que sempre estão olhando para o nada sem entender quem é aquela pessoa desconhecida que está lhe beijando.

Beijar pequenos seres humanos para ser eleito a cargos políticos é algo que já acontece há muitos e muitos anos.

Publicidade
Publicidade

Hoje em dia ninguém, sabe ao certo quem foi que começou essa moda de beijar bebês, porém, muitos acreditam que isso tenha sido originado por conta de um incidente envolvendo Andrew Jackson. Enquanto ele estava viajando pelos estados do leste dos EUA, em 1883, ele foi abordado por uma mulher que estava segurando um bebê em seus braços. 

"Ah! Aqui está um bom exemplo da infância Americana." falou Jackson. "Eu acredito, madame, que o seu garoto vai se tornar um grande homem algum dia." então ele entregou o garoto para um Secretário da Guerra que estava próximo e falou "Eaton, beija ele?". É importante lembrar que Jackson também era um racista maníaco e genocida que apoiava a escravidão e expulsou 46.000 nativos americanos de suas casas.

Em 1886, o ato de beijar bebês havia se tornado uma febre após a revista Babyhood, uma revista do século 19 direcionada para māes, o mencionar em uma de suas colunas e falar que políticos como Henry Clay, Tom Corwin e Van Buren estariam conquistando o apoio das mães, e que Davy Crockett teria dito beijar todos os bebês de seu distrito.

Publicidade

 

Desde então, o ato é utilizado por políticos que buscam conquistar a população. Mas vocês deve estar se perguntando por que eles faziam isso, se as mulheres não podiam votar antes de 1920, e por que você não vê muitas mulheres na política beijando bebês, certo?

O "candidato perfeito" na visão da maior parte da sociedade é uma pessoa forte o suficiente para enfrentar seus inimigos, mas gentil e carinhosa a ponto de pegar um bebê e o segurar em seu colo. O candidato perfeito é... Aparentemente... Um homem. Ou pelo menos a imagem que a sociedade tem de um homem. Isso tudo faz com que o caminho das mulheres na política seja mais difícil

Segundo uma pesquisa da Universidade do Alabama, os eleitores associam ações "femininas" com várias formas negativas, ultrapassadas e regressivas de estereótipos femininos, como por exemplo ser sensível, emocional demais e fraca, o que acaba ferindo a campanha das candidatas

Chegamos a um ponto onde deveríamos deixar para trás qualquer tipo de preconceito e deveríamos rever as nossas formas de pensar, pois isso não está prejudicando apenas a você mas também a toda a sociedade.  #Curiosidades #Maternidade