O Partido dos Trabalhadores (PT), alicerçado na corrupção que não inventou, cavou um buraco em que ele mesmo se enterrou. Conseguiu a proeza de ter apontado para sua face o dedo de figuras que dispensam comentários, como Eduardo Cunha.

#Dilma Rousseff mentiu descaradamente na campanha eleitoral de 2014. Não que isso seja novidade entre políticos – quase sempre o discurso é diferente da prática –, mas tudo fica ainda mais evidente quando as coisas vão mal, especialmente na economia.

Desemprego em alta, inflação acima do patamar que esteve nos últimos anos, dólar nas alturas...Tudo isso faz o governo ter apoio popular quase nulo e facilita a vida da oposição, que dormiu em berço esplêndido nos últimos 14 anos e agora acordou com sede de vingança.

Publicidade
Publicidade

Corrupção é mesmo o maior vilão?

Os escândalos não são novos no governo petista, mas só agora parecem ter causado comoção nacional. A meu ver, o problema não está na corrupção em si, mas na soma de um escândalo novo a cada dia e a economia patinando.

Afinal de contas, se “o político rouba, mas faz” as coisas ficam sob controle. Agora quando deixa de fazer ou quando não sabe mais o que fazer, a chapa esquenta.

Agora some tudo: oposição sedenta por vingança, povo descontente e governo perdido. Acrescente um crime de responsabilidade – mesmo que seja o mesmo cometido por outros governos e que não resultaram em impeachment – e "taca-lhe pau".

Parabéns ao PT

O PT jogou, brincou, confiou no inconfiável PMDB, foi autoconfiante e agora está na lona. Parabéns ao Partido dos Trabalhadores pela incompetência, arrogância e burrice.

Publicidade

Ver um sujeito como o presidente da Câmara dos Deputados ser chamado de “meu malvado favorito” mostra o tamanho do ódio que o PT puxou para si.

Não venham com o discurso fácil de que a elite opressora não suporta ver pobres nos aeroportos. O buraco é mais embaixo e foi cavado pelo próprio partido que comanda o governo federal desde 2002.

O PT sempre foi execrado por uma parcela da população e defendido por outra. Esse “outra” mingua a cada dia. E mesmo entre os que são contra o impeachment de Dilma, poucos são, de fato, favoráveis ao PT.

Circo

À parte todo circo armado para o impeachment e as figuras grotescas e corruptas que defendem a saída de Dilma Rousseff e, ainda, o fato de haver um segundo impedimento em 25 anos, a presidente não tem mais condições de governar.

O Planalto fala em pacto com a oposição depois de uma suposta vitória na votação na Câmara. Claro que política no Brasil é algo mais falso que nota de R$ 3, mas acho pouco provável a oposição colaborar com Dilma na segunda-feira caso percam um pleito que já consideram vencido.

Publicidade

O papel da imprensa

A imprensa sempre foi encarada como inimiga pelo Partido dos Trabalhadores e seus aliados. Não é difícil encontrar declarações de dirigentes petistas atacando veículos de comunicação. O que o PT não entendeu ainda, porque não quer ou porque é mais fácil ficar sem entender, é que ele mesmo alimenta a parcela carniceira da imprensa, que faz do jornalismo objeto de panfletagem descarada.

A imprensa costuma agir conforme o bordão de um famoso colunista de fofocas: “aumenta, mas não inventa”.  As notícias sobre o PT podem ser aumentadas, de acordo com o veículo, mas não é algo inventado nas redações.

E o fato de esconderem problemas de outros partidos, não isenta o PT da culpa pelos erros que cometeu. #Crise-de-governo