Como contou durante entrevista no Domingão do Faustão, o ator global, José de Abreu, foi insultado durante jantar com a esposa.

O casal, que ainda não se pronunciou publicamente sobre o caso, tomou a iniciativa de sair de sua mesa e ir falar com o ator, alegando que o mesmo estava "pagando seu jantar com dinheiro do povo brasileiro", dentre outras insinuações.

Segundo depoimento dado durante entrevista, ao lado do colega de mais de 30 anos de #Rede Globo, Zé de Abreu disse ao Faustão, que sua mulher foi chamada de palavra de baixo-calão como "vagabunda", entre outras, sem ter provocado o casal, e sem ter insultado o casal anteriormente.

Publicidade
Publicidade

Os insultos não pararam por aí, e quando Zé de Abreu perdeu a paciência e cuspiu, o homem que o insultou ficou extremamente irritado, e continuou o chamando de vagabundo, entre outros insultos pessoais, somente devido à declarada opinião política do ator.

Esse episódio deixa claro que a intolerância política está muito em alta no Brasil, e a liberdade de expressão está ferida, pois quem insulta o outro pela sua opinião política, não tem tolerância com quem discorda!

É muito importante deixar claro que temos que valorizar a verdade, afinal este ator foi insultado pela sua opinião política, e sempre defendeu o que defende porque concorda, e não porque recebeu da chamada Lei Rouanet. Também é importante salientar que a Lei Rouanet não é um dinheiro que o artista recebe do governo federal, mas sim, uma autorização para pedir patrocínio para empresas.

Publicidade

Esta lei foi criada em 1991, não começou no nosso governo atual. Além disso, esta lei tem ajudado artistas há mais de 20 anos, sejam estes artistas de esquerda, de direita, ou sem opinião política declarada.

A respeito da legislação, a Rouanet permite o abatimento de 6% para pessoa física (PF), e 4% para pessoa jurídica (PJ) do Imposto de Renda, para financiar projetos artísticos e culturais e, consequentemente, valorizar a Cultura do Brasil. É muito comum as empresas receberem e realizarem reuniões com artistas que apresentam projetos para patrocínio. Alguns exemplos de artistas que se utilizaram da Lei Rouanet: Danilo Gentili, Cláudia Leite, Luan Santana, Rita Lee, Humberto Gessinger, entre muitos outros.

É muito fácil ofender alguém sem informação. Precisamos parar de acreditar em mentirinhas de Whatsapp e Facebook, e partir para a pesquisa com fontes confiáveis! Existem sim, muitos artistas de direita que recebem Lei Rouanet, e esta não caracteriza suborno para defender governo federal.

Publicidade

Quem quiser defender, vai defender de graça! Assim como vemos muitos artistas com visões neutras, e muitos artistas que criticam e não são hostilizados. Um outro exemplo de hostilização foi o ministro Mantega que foi xingado no hospital quando foi levar a mulher que passava mal, e o ex-Senador e professor Eduardo Suplicy, na Livraria Cultura, quando assinava seu livro.

Não importa se você concorda ou não, mas temos que defender sempre o direito do outro se expressar. Não podemos jamais ofender ou praticar violência física contra alguém apenas pela sua opinião política.

Uma coisa é ofender os outros por intolerância, outra coisa é se defender desta intolerância. O que José de Abreu fez foi se defender da intolerância. Nem foi ele quem começou a briga toda. No Brasil atual, o mínimo que podemos fazer é deixar as pessoas expressarem suas opiniões, desde que não seja ofendendo o próximo.

É incrível como em situações como essa, até funk faz sentido. Quando falamos de política, "é cada um no seu quadrado". #Entretenimento #Famosos