Talvez, em alguns casos, seja preciso desmontar para depois remontar, usando novas peças em substituição as peças danificadas... seria essa a atitude mais correta para consertar o sistema político de nosso país? Nos atos promovidos no domingo (17), em todos os cantos do país, independente do lado, a favor ou contra o afastamento da presidente Dilma Rousseff, o povo brasileiro mostrou a força que possui quando se mobiliza em defesa de seus ideais políticos. Ficou claramente comprovado que, se toda força emana do povo, somente o povo unido ao redor de um ideal pode transformar para melhor um sistema político corrompido e injusto. 

Nos atos pró-impeachment e também nos atos a favor do governo Dilma, via-se claramente o brilho nos olhos, a força nos gritos de palavras de ordem, a alegria em estar participando de um momento histórico e único.

Publicidade
Publicidade

E mesmo que essa divisão de opiniões entre os dois grupos, pró e contra, deixasse transparecer uma aparente agressividade, nenhum incidente, nenhuma agressão, nenhuma transgressão ao livre direito de expressão aconteceu para que pudesse denegrir a validade desses atos nem apagar o brilho da lição de cidadania que a nação brasileira mostrava para o mundo.

As ruas do país foram tomadas por uma multidão de valorosos cidadãos, defendendo, cada um ao seu modo, a ideologia que acreditam e admiram sem se darem conta de que, cada um deles, estavam com esse gesto fortificando no Brasil a base da democracia e ensinando para nossas crianças o que vem a ser civilidade. 

O processo do impeachment, portanto, passou a ser somente um mero instrumento de direcionamento para mostrar a cada um desses militantes o caminho que se deve seguir.

Publicidade

E o resultado final da batalha, pouco importa, pois, parafraseando o velho dito popular que diz: -"Muda-se o bolo, mas as moscas são sempre as mesmas..." conclui-se que, ao mudarmos um governante, o paradigma de política e de políticos programáticos legislando a favor de si mesmo e não do povo, permanecerá, posto que sempre foi assim e assim continuará a ser por um bom tempo. Isso, porém, já é um outro problema a se enfrentar.

O problema das "moscas" ao redor do bolo deverá ser resolvido posteriormente, no seu devido tempo. O que se faz urgente é a transformação política do "agora". #Dilma Rousseff #Crise-de-governo