A liga dos ‘defensores do governo’ continua propagando o ódio e a separação das pessoas em seus discursos. Durante protestos realizados em São Paulo, o presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores - CUT - Vagner Freitas, subiu no palanque para discursar a favor de Dilma e #Lula.

O militante afirmou que o país vive um verdadeiro golpe e que o juiz federal Sérgio Moro não grampeou Lula e Dilma ao fazer e divulgar os grampos telefônicos, mas grampeou os brasileiros e que por isso, iam 'se livrar do Moro’, não deixando claro o que exatamente faria para se livrar do juiz mais aclamado do Brasil por lutar contra a #Corrupção de maneira corajosa.

Publicidade
Publicidade

A ‘plateia’ de militantes aplaudiu a decisão do líder e Lula encontrava-se ao seu lado em silêncio no momento do discurso. No palanque também encontravam-se líderes de 'movimentos sociais' apoiados pelo PT, bem como vários políticos petistas ou de partidos aliados, incluindo-se ex-artistas que se lançaram na política.

Assista ao vídeo:

Distribuindo culpas

Na última segunda-feira, 28, Lula concedeu uma entrevista coletiva polêmica, onde, dentre outras coisas, afirmou que a grande culpada pelo clima de ódio que existe atualmente no Brasil é a mídia que se juntou ao ‘show pirotécnico’ da Operação Lava Jato.

O ex-presidente, considerado por muitos petistas, inclusive Dilma, como o atual presidente, também atribui à Operação da Polícia Federal em que é investigado, a responsabilidade pela crise econômica brasileira, pois segundo Lula, as divulgações das investigações fazem com que deixe de existir investimentos no país, diminuindo o PIB e a geração de empregos.

Publicidade

Clima de Guerra

Mais de uma vez, líderes petistas, bem como representantes de movimentos sociais apoiados pelo governo tem ameaçado atos de violência caso Dilma sofra o impeachment. As palavras ríspidas em junção com a máscara caída e constatada nas gravações grampeadas divulgadas pela PF, mostram que os mesmos que acusam políticos e cidadãos de propagarem o ódio no país, são os mesmos que geram o clima de guerra civil, colocando um povo contra seu próprio povo, fazendo com que todos esqueçam-se de lutar pelo Brasil para se focar em possíveis rixas pessoais fabricadas por estrategistas de esquerda.

O que você acha dessa situação vexatória que acontece diante de nossos olhos? Deixe a sua opinião em um comentário. #Dilma Rousseff