Diariamente pode se observar que a intolerância racial ainda faz parte do cotidiano das pessoas, não obstante todo o avanço e inovações tecnológicos conquistados pelos países modernos. Lamentavelmente, existem representantes da sociedade que parecem ter retrocedido no tempo e no espaço, pois não aceitam o que é novo, principalmente no que diz respeito à emissão de opiniões, conceitos e posturas. 

Há pessoas que inclusive levam o tema racial para posições extremas, prejudicando e influenciando de forma negativa o mundo que as rodeia. Ou seja, é a mais explícita intransigência, adotando-se ideias pré-concebidas negativamente sobre alguém ou sobre um determinado assunto.

Publicidade
Publicidade

  

O #Racismo pode ser percebido no #Comportamento de alguns indivíduos quando esses se vêem confrontados com pessoas de outras nacionalidades ou cor diferente da sua. A parte racista da população insiste em tratar o diferente como sendo algo inaceitável, acabando por excluir ou menosprezar o que, segundo ela, não é comum ou não pertence ao seu contexto. 

Exemplos claros de racismo são os comentários maldosos nas redes sociais com o intuito premeditado de humilhar e ferir a terceiros, com vítimas que vão desde as pessoas menos afortunadas, moradores das periferias das grandes cidades a atores e intérpretes negros. 

No mundo globalizado, a internet, por meio das redes sociais, não perdoa os desvios de postura ou casos de racismo, como o que foi veiculado recentemente em uma campanha de uma empresa chinesa, a Qiaobi, fabricante de sabões e alvejantes.

Publicidade

Na propaganda, um homem negro é atirado em uma máquina de lavar roupa e logo depois se transforma em um asiático, como se esse último fosse superior ao primeiro ator negro. 

O comercial, além de ter conteúdo racista, ainda está sendo investigado por plágio de uma outra campanha italiana. Para piorar a situação, alguns internautas que acessaram o vídeo no Youtube mencionaram que os asiáticos por sua vez, não correspondem ao padrão desejado de beleza, chamando-os de ‘amarelos’. 

Com todos esses acontecimentos, pode-se perceber que alguns indivíduos estão retrocedendo com comportamentos de intolerância e práticas de violência verbal e, infelizmente, em atos que culminam nas agressões físicas de seus semelhantes. #Mídia