Está chegando!

Dia 05 de agosto de 2016 abrem-se os portões para as olimpíadas no país do futebol. Com certeza, seria um ótimo começo para a América Latina se não fosse, é claro, a situação econômica/política do país. Com as olimpíadas chegando, começamos novamente um 7x1 para o povo brasileiro. Não um 7x1 no futebol, mas sim na política.

Enquanto as olimpíadas não dão sua graça pelas terras brasileiras, todos sabem que o assunto do momento é o impeachment da presidente (agora afastada) Dilma. Os olhos de todo o povo brasileiro estão voltados para isso. As pedaladas que não são as do Neymar, as estratégias que não são as do Dunga e, principalmente, as jogadas políticas são os assuntos que beiram as redes sociais; o que, ao se entender a situação que o país está vivendo, é compreensível.

Publicidade
Publicidade

Em poucos momentos, se viu o país reunido para estudar, conhecer e falar sobre política. Mas é aí que as olimpíadas entram...

Após o início das olimpíadas, com as atenções reviradas para os jogos, a mini copa de futebol e todas as modalidades excêntricas, a política corre risco de voltar a ser incompreensível e a população, como sujeito a toda boa política de pão e circo, esquecerá de todos os episódios que viveu e continuará com sua vontade de fingir que os problemas existem. E mais uma vez iniciaremos um período de roubos, mentiras e falta de juízo no congresso nacional.

As olimpíadas vem em boa época para os políticos corruptos, para os que têm algo para esconder. Elas veem barrar um momento histórico no país, onde a força da população se torna eixo central do congresso. Contudo, é um bom momento para analisarmos a quantidade de ilusão que roda sobre a mente da população.

Publicidade

Esquecida, sim, a política ficará entre as olimpíadas, mas e com o término dela voltaremos a lutar pelos direitos bem como se é feito agora? Esta é mais uma história para acompanhar neste ano história de 2016 para o país.

Que este 7x1 seja menos doloroso que o primeiro. Que este 7X1 de 2016 dure apenas os 16 dias que as olimpíadas estejam aqui. #Opinião #Rio2016 #Corrupção