Após assistir ao filme O Regresso (The Revenant), protagonizado pelos atores Tom Hardy e Leonardo DiCaprio e idealizado pelo genial Alejandro Iñarritu, saí da sala de #Cinema surpreendida pela atuação de Hardy, talvez por ter lido muito sobre a atuação de Léo e os desafios da sua personagem e ter certeza que veria mais uma atuação impecável dele.

Então, como normalmente faço quando gosto de um determinado ator, pesquisei mais informações sobre Tom Hardy e dediquei alguns dias para assistir a outros de seus filmes. Além dos mais comerciais como o recente Mad Max: Estrada da Fúria (Fury Road), Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge (The Dark Knight Rises), A Origem (Inception),  Lendas do Crime (Legend) e Guerra é Guerra (This Means War), ele atuou em outros filmes surpreendentemente bons como Guerreiro (Warrior), Bronson e Locke.

Publicidade
Publicidade

A entrega às suas personagens é tão grande e intensa, que Hardy me fez chorar durante uma luta de MMA, me fez ter compaixão por alguns dos criminosos mais perigosos e violentos de Londres e perdoar a traição de um marido arrependido. Além disso, Tom Hardy não é só um bom ator, mas também um homem muito bonito, apesar de seus dentes imperfeitos, seu passado como usuário de drogas e suas personagens, em sua maioria, violentas.

E a personalidade forte não se limita apenas quando ele está em cena, mas também em sua vida pessoal. Em algumas entrevistas que assisti, pude ver um homem calmo, reservado, porém sincero e direto. Perguntas indiscretas e desinteressantes são respondidas em poucas palavras ou simplesmente ignoradas. Tom cresceu num subúrbio elitizado de Londres e chegou a estudar artes dramáticas na Drama Centre London, escola que formou outros atores como Michael Fassbender, Pierce Brosnan e Colin Firth.

Publicidade

Hardy tem como um dos seus maiores ídolos da classe artística o ator inglês Gary Oldman, com quem trabalhou em três ocasiões: Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge (The Dark Knight Rises), O Espião Que Sabia Demais (Tinker Tailor Soldier Spy) e Child 44. Já foi indicado a diversos prêmios, incluindo ao Oscar de Melhor ator Coadjuvante em 2016 por O Regresso e já levou para casa o BAFTA de Estrela em Ascensão em 2011.

Apesar de já ter uma carreira relativamente longa e bem estabilizada, 2015 foi definitivamente o ano de Tom Hardy, agora, merecidamente, reconhecido como um ator de elite e em ascensão em Hollywood. Para os que assim como eu não veem de ver o ator em cena novamente, só nos resta esperar! Hardy está trabalhando na série Taboo (BBC - UK), escrita pelo próprio ator em parceria com seu pai, o escritor Chips Hardy, que tem estreia prevista para 2017. Além disso, o ator está confirmado no novo filme de Christopher Nolan, com quem já trabalhou duas vezes anteriormente, Dunkirk, também previsto para 2017. #Famosos #Opinião