O Brasil possui 600 milhões de hectares de terra cultivável, porém, apenas 2% dos proprietários rurais são donos de 48% das terras agricultáveis do país. O Brasil abriga cerca de 53 milhões de habitantes abaixo da linha da pobreza e 22 milhões vivendo abaixo da linha da indigência. São 15 milhões de sem-terra excluídos do campo nos últimos 30 anos.

O MST surgiu em 1984, por trabalhadores que tinham vínculos com a Igreja Católica, que organizaram famílias sem-terra em acampamentos e assentamentos em corporativas, varias expulsas do campo por meio de empresas multinacionais do agronegócio.

Os objetivos desse movimento é ter uma sociedade que não exista exploradores e explorados, que vivam em conjunto e cuja terra seja para todos.

Publicidade
Publicidade

Lutam pela igualdade de direitos econômicos, sociais, culturais e políticos. Não concordam com a descriminação, e apoiam a igualdade feminina perante a sociedade. A produção de alimentos saudáveis é uma das contribuições mais importantes para a sociedade e para o povo junto ao trabalho coletivo da agroecologia, desenvolvendo também agroindústrias.

Atualmente vive cerca de 300 mil famílias sob tendas de plástico, mais de 1500 assentamentos rurais dando abrigo para 250 mil famílias, outras 4,8 milhões de famílias estão no aguardo de terra. Isso tudo leva a crer que este movimento é a favor da reforma agrária. No governo de Fernando Henrique Cardoso constatou 88% de pessoas que disseram que as terras improdutivas deveriam ser confiscada pelo poder público e distribuídas para os sem-terra.

O movimento se encontra por 21 estados brasileiros, e se não fosse ele, muitas pessoas já estariam em favelas, excluídas das cidades e muitas virando marginais para poderem sobreviver.

Publicidade

Por isso, em seus conceitos, a reforma agrária tiraria muitas pessoas da pobreza, havendo uma redução de favelas, ajudando a diminuir a violência relacionada a marginalidade, pobreza e tráfico. Além disso, com os recursos provenientes, seria possível construção de mais escolas, diminuindo as cadeias a longo prazo.

Suas lutam são constantes e requerem ajuda de todos os cidadãos, sempre lutando contra as adversidades.  #Educação