A página se chama Ovelhas Fora do Curral e publica diariamente no Facebook várias considerações sobre o sistema religioso evangélico. De acordo com seus administradores, o mundo gospel está bem longe do evangelho pregado na #Igreja primitiva, se afastando dos propósitos cristãos. Por isso as ovelhas estão saindo das denominações e resgatando práticas bíblicas, que segundo eles, são totalmente diferentes das liturgias religiosas atuais.

As denúncias mais recorrentes, feitas na página, são contra o comércio da fé. De acordo com a fanpage a música gospel e a pregação do evangelho distorcido tem sido fontes de lucro para os líderes de denominações religiosas.

Publicidade
Publicidade

Eles ainda revelam que a igreja foi institucionalizada, se tornando uma empresa, regida por pessoas mal intencionadas. Declararam que o corpo de Cristo são as pessoas e não as construções de pedra e areia. Porém as denominações têm pregado a arrecadação de dinheiro para cuidar de templos luxuosos, enquanto as pessoas padecem por falta de amor ao próximo.

A intenção dos idealizadores desse projeto divulgado na rede social é fazer com que evangélicos comecem a pensar com a própria cabeça ao invés de serem manipulados por doutrinas e teologias que visam somente o enriquecimento de seus líderes.

Milhares de pessoas apoiam a causa. Muitos se declaram decepcionados com as organizações religiosas, por estarem cansados da lavagem cerebral que elas fazem nas pessoas. O método mais utilizado é o medo, que dissemina ideia de que um bicho devorador de finanças irá acabar com a renda familiar caso eles não contribuam com ofertando e dizimando nos templos.

Muitas páginas tem feito críticas ao sistema corrupto evangélico, pregando o retorno às religiões tradicionais.

Publicidade

A página Ovelhas fora do curral prega que deve haver um retorno ao evangelho de Jesus, e não apenas uma mudança de denominação.

Há também críticas severas contra a idolatria de cantores gospel e pregadores famosos, pois venda de cds com música gospel e livros teológicos tem superado a busca pelo verdadeiro evangelho puro e simples.

Embora muitas pessoas estejam apoiando há um número bem grande de indivíduos que criticam a causa, em sua maioria os evangélicos, que acreditam que a forma como as igrejas modernas conduzem os fiéis está certa.

A principal mensagem que esse grupo de cristãos querem passar é que denominações não salvam, dinheiro não é sinônimo de benção, ofertas não compram Deus e comércio da fé não é pregação do evangelho. Qual sua opinião? #Religião #Fanatismo religioso