Apesar dos discursos falidos da esquerda brasileira, o Brasil goza de sua plena democracia, permitindo, inclusive, que uma presidente que quebrou o Brasil tenha direito à ampla defesa em um processo de impeachment e que comunistas e socialistas tenham partido e até um foro em São Paulo, graças à um senhor investigado na Operação Lava Jato.

Dessa forma, as pessoas são livres, constitucionalmente, para gostarem ou não de alguma coisa, sem que isso lhes implique punições. Entretanto, muitos direitos garantidos pela Carta Magna Brasileira não são absolutos, pois se batem de frente com o direito de outrem, geram uma lide e esse conflito de interesses pode acarretar, inclusive, danos e prisões.

Publicidade
Publicidade

Por que falei disso introdutoriamente? Porque um cidadão chamado Cristiano Alves, vulgo “Comunismo é vida”, tem obtido seus 15 minutos de fama pregando o comunismo e criticando Jair Bolsonaro, seus apoiadores, Olavo de Carvalho e qualquer pessoa que bata de frente com seu ‘elevado intelecto comunista’.

O problema é que Cristiano extrapola a liberdade de expressão e ameaça Jair Bolsonaro, dizendo mais de uma vez que defende a eliminação do deputado federal através de um 'fim rápido' e a tortura de todos os seus seguidores.

Veja o vídeo:

Cristiano é brasileiro, cearense, tradutor, blogueiro e apaixonado pelo comunismo. Sua audácia em fazer discursos de ódio na #Internet provavelmente se dá pelo fato de publicações recentes mostrarem que ele não mora no Brasil, mas sim na Rússia. Afinal, ameaçar de longe é muito encorajador para os que se escondem na rede mundial de computadores.

Publicidade

 Em vídeos caseiros, o blogueiro divulga suas convicções no Youtube, através de canais sobre o comunismo. Apesar de radical, possui alguns seguidores que defendem os mesmos ideais, mas que não escondem suas aquisições consumistas do capitalismo em fotos de perfil, bem como suas poses evidenciam que só amam tal sistema por nunca terem vivido o mesmo. Além disso, para traduzir e divulgar um documentário sobre seu querido Stalin, Cristiano pede doações na internet.

Qualquer um é livre para se identificar com o socialismo, comunismo, esquisitismo, ou o que for, mas a partir do momento que as crenças de uma pessoa começam a ameaçar o espaço do outro, então isso deixa de ser direito, para se tornar uma infração previamente tipificada.

Jair Bolsonaro é só um deputado federal, mas atualmente tem popularidade superior a de Dilma Rousseff e Lula, que já governaram o Brasil. Tal fato não se comprova apenas por Bolsonaro ter mais seguidores nas redes sociais do que os petistas, mas pela forma como é recebido nos quatro cantos do Brasil e também no exterior.

Publicidade

As pessoas que estão se identificando com o deputado, não são mais tolas quanto os eleitores de anos atrás. O Brasil mudou e o eleitorado também. Seus apoiadores podem ser desde os mais bem instruídos intelectualmente, até aqueles que não possuem tanto conhecimento, mas cansaram de tanta palhaçada no país, onde corrupção virou requisito político e bandido é tratado pelos direitos humanos enquanto os humanos direitos são tratados como lixo.

Cristiano não é o primeiro, nem será o último a criticar quem é oficialmente de direita, mas uma coisa é certa: ninguém chuta cachorro morto e quanto mais criticam Bolsonaro, mais ele obtêm seguidores e popularidade. Já disse uma vez e vou dizer de novo: se esquerdistas em geral fossem um pouco inteligentes, paravam de falar de Jair, pois numa dessas ele vira o presidente do Brasil. #Crime #Casos de polícia