Assim como existem mulheres que vivem em relacionamentos destrutivos, também existem homens! E ambos evitam falar sobre esse assunto por medo da solidão ou, até mesmo, por causa de futuras dificuldades financeiras que podem chegar com uma possível separação. O que interfere também nessa decisão são os filhos, que podem sofrer com tudo isso. Alguns cristãos afirmam que a única justificativa para que uma separação aconteça é o adultério. Existem varias razões para se recorrer ao divórcio sem que isso seja visto como uma violação dos votos sagrados que o casal fez perante Deus.

Ociosidade

Não existe nenhuma razão para que o marido saudável não trabalhe.

Publicidade
Publicidade

O papel maior do homem é sustentar a sua família e oferecer uma vida confortável para sua esposa e filhos. A família de um homem é a sua verdadeira mordomia e também sua única responsabilidade. Por isso, nosso Senhor não exige que uma #Mulher continue lutando por um #Casamento no qual o seu esposo seja negligente e não se importe se seus filhos estejam passando por necessidade.

Traição

Ninguém é capaz de viver feliz e satisfeito com um relacionamento onde o cônjuge é traidor! Um bom cristão sente prazer em viver ao lado de seu escolhido, trocando carinhos, companheirismo, prazer, tristeza e conquistas ao lado de sua família. Logo depois de uma traição, pode, sim, aparecer um sincero arrependimento do traidor, que decide abandonar a prática da traição, isso pode fazer com que o divórcio seja adiado, porém, isso vai depender da vontade que ele tem de mudar e da capacidade que a pessoa traída tem de superar a traição e continuar ao lado da pessoa que a traiu.

Publicidade

É necessário que você entenda como Deus realmente julga sobre esse tipo de #Comportamento abusivo, se o traidor fez seus filhos e companheiro chorar de vergonha, tristeza e medo, ele vai aceitar e ser a favor do divórcio.

Violência

Seja ela, moral, física, patrimonial, sexual ou psicológica, todas são consideradas crime no nosso país, de acordo com a lei Maria da Penha, e Deus vê todas elas da mesma forma, como um crime. Se um dos parceiros é capaz de praticar algo que citamos acima, ele não é digno do cônjuge que está ao seu lado.

Vícios

Um casamento que no qual existe uma pessoa viciada em pornografia, sexo, jogos, drogas e álcool ou qualquer outro tipo de vício que ofereça prejuízo a sua família e a si próprio, não é visto com bons olhos por Deus. Se ele não expressa vontade de mudar esse tipo de comportamento destrutivo, ele não pode exigir que seus filhos e cônjuge tenham obrigação de aceitar e aturar esse tipo de situação.

Deus jamais exigiria que uma pessoa ficasse ao lado de alguém que lhe ofereça qualquer tipo de prejuízo e ameaça, seja ela física, emocional ou financeira, por conta de seus vícios.

Publicidade

Crimes

Um casamento que tenha uma pessoa envolvida em roubos, extorsão, homicídio, tráfico de drogas, entre outros, não é visto como uma relação saudável por Deus. Por isso, nenhum cristão que seja honesto vai querer continuar ao lado de uma pessoa que cometa crimes, coisa que nosso senhor condena. Agora, se a pessoa mostrar arrependimento sincero, incluindo o abandono do pecado, confissão e reparação de suas ações, fica a critério de seu companheiro em permanecer ou não ao seu lado e perdoar.