A ciência tem evoluindo muito nas últimas décadas, mas parece que o ser humano não compartilha desse desenvolvimento no que diz respeito ao tratamento com a sua própria espécie. Um caso causou indignação na população de uma cidade no interior de São Paulo. 

O triste fato aconteceu em Serra Negra. Guilherme Capel é médico e faz plantão em um hospital da cidade. O “doutor” resolveu fazer uma piadinha de mau gosto ironizando o jeito humilde de falar de um paciente.

O médico fez uma postagem através de seu perfil em uma rede social intitulada como “Uma imagem fala mais que mil palavras”, mostrando uma receita onde escreveu “Não existe peleumonia e nem raôxis”.

Publicidade
Publicidade

Pouco tempo antes da piadinha, em tom de deboche, ele prestou atendimento a um homem que não tem muito estudo e não sabe falar o português corretamente.

O paciente foi identificado como José Mauro de Oliveira, é mecânico e tem 42 anos. José Mauro estava sendo acompanhado pelo seu enteado durante a consulta e contou que depois do médico informar o que ele tinha, o mecânico perguntou como seria a forma de tratar a “peleumonia”. Segundo o enteado, o médico nem se deu ao trabalho de disfarçar e riu. Não imaginava-se que o doutor faria deboche da situação na rede social. A família ficou indignada com a situação.

O enteado da vítima, Claudemir Thomaz, disse que o padrasto ainda não sabe do fato e que ficará muito triste. O jovem ainda contou que ele não pode completar os estudos devido a um problema de saúde.

Publicidade

Parentes revoltados

Os familiares e amigos do mecânico ficaram revoltados com o post e começaram a compartilhar para mostrar a cara do médico. Um dos moradores disse que não se pode aceitar que esse tipo de coisa venha a acontecer. Alguém ter um diploma de nível superior não faz com que ela seja melhor do que os outros. Afinal de contas, humildade não se aprende em uma faculdade.

Talvez, seja melhor incluir no cronograma de estudos como lidar melhor com o seu próximo, principalmente quando estamos trabalhando com vida.

Além do médico, outras funcionárias fizeram deboche de outras situações envolvendo pacientes que não falam corretamente. O hospital afastou os funcionários envolvidos no episódio. #Internet #Comportamento