Neste domingo, viralizou uma notícia que deixou muitas pessoas revoltadas na #Internet. O médico Guilherme Capel, após humilhar publicamente em sua rede social um de seus paciente durante o exercício de sua função no Hospital Santa Rosa de Lima, em Serra Negra, São Paulo, pediu desculpas.

O pedido foi feito da mesma forma que a humilhação aconteceu: os dois segurando um papel com um pedido "Desculpe". A vítima, o mecânico de 42 anos de idade, José Mauro de Oliveira Lima, diz ter perdoado pela agressão virtual, mas isso não comoveu nem um pouco os internautas que acompanharam a notícia nos diversos sites especializados.

Na rede social do médico, que foi demitido do hospital, "pipocaram" críticas à ação.

Publicidade
Publicidade

Muitos consideram que isso é uma forma dele amenizar o vexame que passou após caçoar do jeito de falar do paciente, uma falta grave à ética profissional e moral dos médicos.

"Isso não cola, fofo! Se manca. Deveria sumir do planeta pq gente que nem vc não merece nem dividir o mesmo ar!!!", escreveu uma usuária do Facebook revoltada.

Ainda assim, Guilherme afirma que sabe que não fez bem em escrever a placa se referindo à fala do paciente.

"Eu errei, me arrependi e me sinto mal com isto. Este pedido de desculpas vai a todos os brasileiros que se ofenderam com a brincadeira da "peleumonia". Sr. José Mauro hoje tornou-se meu amigo", escreveu o médico em uma placa igual a que fez para humilhar José Mauro.

Após o pedido de desculpas público, o especialista falou que será o médico da família do paciente humilhado.

Publicidade

Ele contou que foi à casa do mecânico procurá-lo para o pedido de desculpas e se ofereceu a realizar trabalhos voluntários para uma ONG que ajuda ao hospital Santa Rosa de Lima de Serra Negra.

Ao final da publicação em seu Facebook, onde contou tudo, deixou o telefone da ONG Reviver, para que pessoas façam doações: (19) 38924946.

Desculpas aceitas pelo paciente

José Mauro foi entrevistado pelo portal G1 e disse que aceitou o pedido de desculpas do médico. Ele foi diagnosticado com pneumonia e acabou caindo nas graças de um médico "brincalhão".

"Ele é uma pessoa boa, que teve um momento errado", justificou o mecânico. #Brasil #Crime