Leonardo Moura, de aproximadamente 30 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (11), em Salvador, no #Hospital Geral do Estado (HGE). Segundo informações de amigos e membros da família, o rapaz sofreu diversas agressões após sair de uma boate gay localizada no bairro do Rio Vermelho. A suspeita é de que Leonardo, infelizmente, foi mais uma vítima de casos de #Homofobia. Ele estava internado desde o último sábado (9).

Em entrevista concedida, sua prima Caroline Moura relata que Leonardo saiu da boate logo nas primeiras horas da manhã de sábado acompanhado de um amigo. Caroline ainda disse que ambos andaram alguns metros juntos para pegar um ônibus para seguir até o bairro de Itapuã, enquanto Leonardo saiu caminhando sozinho para procurar um táxi.

Publicidade
Publicidade

Leonardo foi encontrado desacordado na praia de Rio Vermelho, seu corpo estava com diversas marcas e muitos ferimentos, por conta disso, pessoas que passavam pela praia chamaram uma ambulância, que o levou para o Hospital Geral do Estado, mas, infelizmente, ele não aguentou os ferimentos e foi a óbito por volta das 6h10 desta segunda-feira.

A própria família informou que ele sofreu um ferimento muito grave na região dos rins e passou por uma cirurgia. Durante o final de semana, chegou a apresentar um quadro de melhora, em seguida, foi levado até a ala da enfermaria, lá, Leonardo conseguiu até se comunicar com algumas pessoas, mas não foi capaz de se lembrar do que tinha acontecido com ele.

Sua prima ressalta que a vítima era uma pessoa muito calma e que não tinha nenhum envolvimento com drogas ou brigas, e que não tem ideia do que possa ter acontecido, até mesmo de quem possa ter cometido as agressões. 

Investigação do caso

A Polícia Civil informou que o caso de Leonardo foi passado para equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que será responsável por averiguar e investigar o caso.

Publicidade

A polícia já solicitou imagens de câmeras de segurança de estabelecimentos que estavam próximos ao trecho que a vítima percorreu na região do Rio Vermelho. #Crime