Atualmente, é quase impossível viver sem as redes sociais. No entanto, é preciso tomar muito cuidado com o que se diz, compartilha e até com o que a gente anda curtindo por aí. Sim, o que curtimos fala muito sobre nós.

Sem contar as situações em que somos envolvidos, involuntariamente, quando amigos ou familiares resolvem nos marcar em fotos constrangedoras ou comprometedoras. Nem sempre as marcações são feitas nas melhores fotos. O que fazer?  

Segundo especialistas em relacionamentos digitais da revista Cláudia, alguns "passos errados" podem ser evitados ou até mesmos consertados. 

Confira a seguir, algumas situações criadas nas redes sociais e veja como fugir de "saias justas": #Dicas

  • Curtidas - Curtir uma postagem ou outra, até aí tudo bem. O que não pode é sair curtindo tudo o que uma mesma pessoa posta para parecer legal ou simpático(a). Isso porque tal atitude pode ser interpretada como um sinal de interesse ou que, no mínimo, esteve "curiando" o perfil em busca de fofoca. Se a sua intenção não é a de paquerar ou levantar desconfianças, evite curtidas excessivas;
  • Comentar - Antes de comentar uma postagem, lembre sempre: eu gostaria de receber esse tipo de comentário em minha linha do tempo? Caso a resposta seja não, deixe pra lá o comentário. Mas, e quando nós é que recebemos o comentário inadequado de amigos e parentes? Nesse caso, exclua o comentário, chame o fulano no reservado e explique que não se sentiu à vontade com o que foi dito. Se o (mau) #Comportamento persistir, bloqueie a pessoas ou tente personalizar os status de publicação, escolhendo quem pode ver suas postagens.
  • Marcar fotos - Isso é muito perigoso. Mesmo que você ame aquela foto com a amiga, primos e colegas, é sempre importante perguntar antes de postar se a pessoa não se incomodará. Se ela não gosta, não insista. Com você é a mesma coisa. Não gosta de ser marcado, deixe bem claro para todos. Se mesmo assim postarem alguma foto sua ou te marcarem em alguma publicação, você tem todo o direito de solicitar que suas fotos sejam retiradas da tal postagem. 
  • Adicionar conhecidos ou clientes - Rede social é para interagir com amigos e parentes que você gosta e que gostem de você. Muitas coisas pessoais são compartilhadas ali. Se forem pessoas do ambiente profissional, é importante que elas sejam adicionadas em redes específicas, como o Linkedin. Porém, se mesmo assim você resolver adicionar alguém de relacionamento profissional à sua rede pessoal, deve manter o cuidado redobrado.
  • Incluir pessoas que mal conhece em grupos ou #WhatsApp - É bem chato quando abrimos a rede social e está lá: "você foi adicionado ao grupo tal". E pior, o grupo conversa o dia todo sobre assuntos que não têm nada a ver com a gente. É uma situação bem chata e incômoda. Se sair do grupo, vão te rotular como antissocial, mas se ficar, inevitavelmente vai ser bem estressante. Portanto, sempre pergunte antes de adicionar alguém em um grupo e se por acaso você for adicionado(a) sem ser consultado, saia sem cerimônia.