Moisés Lugli é ex-pastor da #Igreja Mundial do Poder de Deus, que tem como fundador o apóstolo Valdomiro Santiago. Ele afirma que foi líder na denominação por 7 anos, pastoreando igrejas em cinco estados no país. Atualmente ele possui um canal no YouTube, fazendo denúncias das práticas realizadas dentro da instituição religiosa.

Lugli conta que a Santa Ceia realizada na Mundial não tem nada de santa. Para ele essa cerimônia deveria lembrar da salvação que Jesus trouxe, mas na Igreja Mundial o evento é a maior oportunidade de arrecadação de dinheiro que ocorre no mês. O volume de pessoas que frequentam o culto neste dia é muito grande, por isso eles 'plantam' envelopes com pedidos de ofertas.

Publicidade
Publicidade

O ex-pastor acredita que a igreja não mudou com o tempo, ela sempre foi mal intencionada, e com o tempo as máscaras começaram a cair. A santa ceia na mundial é a galinha dos ovos de ouro, segundo ele. Se a arrecadação de ofertas e dízimos for ruim neste dia ficará mais difícil dos pastores baterem a meta durante o resto do mês. Os apelos incluem que o fiel entregue tudo que ele tem, mesmo que para isso tenha que voltar para casa a pé.

Ele conta que é comum algumas pessoas se apresentarem aos líderes no final do culto, dizendo que não tem dinheiro para voltar para casa, visto que ofertou cada centavo que possuía. Lugli diz que a resposta mais comum que os pastores dão é que a pessoa deve crer, pois Deus vai prover uma maneira segura dele voltar para casa. Assim, é raríssimo algum pastor tirar o dinheiro da oferta para ajudar alguém, muito menos utilizar seus próprios recursos para isso.

Publicidade

Moisés afirma que a denominação não está nem  um pouco preocupada com os membros da igreja. Segundo ele, a Igreja Mundial está preocupada apenas com a arrecadação de dinheiro. Lugli atenta para que as pessoas percebam que o conteúdo das pregações é apenas sobre dinheiro. O mesmo ocorre com pastores e bispos que saem dessa instituição, pois eles abrem novas igrejas, com a mesma intenção de lucrar pregando um evangelho distorcido.

Veja o vídeo:

#Religião #Gospel