É normal que uma criança pequena tenha os seus medos, e isso é um sentimento natural, que futuramente vai ensiná-la a lidar com novas experiências e também como proteção contra algumas coisas que ofereçam perigo.

Alguns carregam o medo em coisas simples, como insetos, barulhos altos e também de pessoas desconhecidas. Conforme a criança vai crescendo, esses medos costumam desaparecer. O que você não pode fazer é querer que seu filho se livre desses medos com rapidez. Pois isso pode levar meses e até anos, é normal que ele fique extremamente assustado com o que lhe ofereça medo, o que precisamos aprender é lidar de forma saudável com essa situação.

Publicidade
Publicidade

Por isso reunimos algumas dicas que vão te ajudar a lidar com essa fase na vida do seu pequeno.

Evite que ele escuta histórias que tenham como personagens, bruxas, monstros, pessoas más, ogros e etc. Principalmente quando a criança estiver sentindo sono. Você precisa explicar para ele que esses personagens não existem e que eles só fazem parte de filmes e contos.

Não passe seus medos para ele, se você tem medo de algo, não exponha isso na frente do seu filho, pois ele pode começar a senti-lo. A maneira que você é capaz de enfrentar os seus próprios medos vai dar ao seu filho o exemplo de como ele deve enfrentar situações iguais.

Um apoio pode ser muito importante para ele. Tente mostrar para ele que aquilo que ele tanto teme não oferece risco algum, muitas crianças ficam assustadas com o aspirador de pó, por isso você deve demostrar que aquilo serve somente para fazer a limpeza necessária da casa, que ele não é capaz de arrancar o seu dedo ou sugar aquele brinquedo que ele tanto gosta.

Publicidade

Se ele sente medo de algo, não ache que a melhor forma é obrigá-lo a enfrentar certas situações, achando que isso vai acabar com o medo dele. Você precisa fazer com que ele se acostume vagarosamente com aquela situação que lhe causa medo, por isso não o obrigue a assistir algum filme que ele teme, ou fazer carinho em algum animal que ele ache que possa lhe oferecer algum risco.

Se ele começa a ter medo da noite, convide-o para um passeio e mostre o quando o céu é lindo ao anoitecer. Se ele tem medo de cortar o cabelo, deixe que o cabelereiro corte alguns fiozinhos de seu cabelo, isso vai passar segurança para ele e provar que não machuca.

Esteja ao lado dele neste momento, se ele tem medo do escuro, mantenha o quarto mais claro para ele, ofereça um bichinho de pelúcia dizendo que ele vai protegê-lo durante o sono, pegue um perfume ou um vidro com água e fale que aquilo é uma poderosa formula anti-monstro. Leve o medo da criança a sério e tente oferecer o apoio e segurança que ele procura em você.

Publicidade

Jamais ignore o medo da criança, se você fizer isso vai fazer com que ele pense que está sozinho e que não tem ninguém para protegê-lo. A criança vai sentir grande dificuldade para enfrentar esse tipo de situação e ainda perceberá que você não tem interesse em ajudá-lo ou ache que ele está constantemente querendo chamar a atenção.

Não leve isso tudo tão a sério. Toda vez que você estiver com o seu filho e ver um cachorro, não tente protegê-lo do animal. Se você fizer isso, certamente vai fazer com que ele pense que todos os cachorros do mundo são perigosos e isso vai fazer com que ele demore a superar esse medo. Apenas haja de forma natural, como se o animal não estivesse ali. #Opinião #Comportamento