Em uma guerra sem fim, Palestina e #Israel estão em conflito há muitos séculos, desde o século XXI os países se enfrentam por posses de terras, religião e política. Esta guerra que vem causando muita destruição e mortes em ambos os lados, prejudica muitos países já que a população, foge de suas casas e deixam os países em busca de paz e abrigo, o que está causando uma super lotação de pessoas ilegais e sem registros em muitos países.

O governo israelita está sendo agressivo em resposta ao ataque no começo do mês feito pela Palestina, e respondeu bombardeando uma cidade Palestina com mísseis teleguiados conhecidos por seu auto poder de destruição em que deixou dezenas de mortos e feridos e uma grande destruição na cidade, autoridades do país israelita disseram que não pouparam esforços para acabar com o governo palestino e também informou que este ataque foi só o começo.

Publicidade
Publicidade

A ONU entrou mais uma vez em ação tentando fazer um acordo de paz entre as duas nações, mas até agora não ouve respostas de ambas as partes, o comitê de segurança internacional da ONU informou que se este conflito não parar, serão necessárias o uso das forças armadas americanas. O presidente dos Estados Unidos informou que medidas de segurança e contingência estão sendo planejadas caso seja necessário intervir neste conflito. 

Israel que ainda tem uma guerra interna política no seu país e também os grandes problemas com terroristas da Isis, organização terrorista responsáveis por ataques terroristas em todo o mundo como por exemplo na França, Bélgica e Inglaterra. Que são uma organização separatista com seus próprios interesses e ideais. A Palestina por outro lado tenta manter seu governo de pé neste momento de tensão e guerra no país, o governo Palestina que conta com o apoio da China, França, Inglaterra e Estados Unidos tentam um acordo de apoio de guerra com às nações para que enviem suas tropas à disposição do país para um ataque a Israel, mas nenhum dos países querem uma medida tão radical assim mais também não descartaram a possibilidade.