A fase de ouro do setor acabou, mas as pessoas não vão parar de construir. A demora em surgir à luz no fim do túnel nunca foi tão grande. Profissionais com alta capacitação estão perdendo o emprego. A transferência para outros setores da economia já é real.

LUZ NO FIM DO TÚNEL

A economia já deu sinais de recuperação. Os números parecem melhorar lentamente e o setor já deve melhorar para 2017. A construção civil é sempre um dos últimos setores a se recuperar em um cenário de crise. Não é difícil saber o motivo. Ninguém tem coragem de comprar um apartamento, reformar uma cozinha, fazer aquele lindo rebaixamento de gesso, tão sonhado, em um momento como esse.

Publicidade
Publicidade

QUANDO COMEÇA A MELHORAR?

Os estados estão endividados. Novas obras públicas não saem do papel. As grandes empreiteiras estão indo a falência, deixando milhares de desempregado. E as pequenas obras? O pequeno consumidor ainda anda muito temeroso com o futuro do país. O presidente ainda não foi e o que ficou é considerado ilegítimo por uma turma bastante barulhenta. Passando a fase final do impeachment no Senado e a economia dano sinais reais de melhora, as pessoas retornarão aos seus empregos e retornarão seus projetos antes da crise. Mesmo quem perdeu o emprego não estão gastando. Essas pessoas reagem mais rápido, pois o seu dinheiro estava guardado para um eventual quebra do país. Voltando a confiança nos governantes, podemos esperar águas mais amenas.

TUDO VOLTA COMO ERA ANTES?

Todos os especialistas acreditam que não, alegando que o setor não suportava aquele crescimento.

Publicidade

Muitos prédios subiram e em vários cantos da cidades. Famílias sonhavam com a casa própria. As ofertas eram incríveis e tentadoras e o  governo ajudava com subsídios. Toda essa loucura elevou os preços dos terrenos e a moradia saia por um preço nas alturas. A classe média passou acreditar que era possível pagar um imóvel de um milhão e acabou com a corda no pescoço. As pessoas que não estão, por enquanto, não tem coragem de assumir um risco. Os preços já caíram, mas não o suficiente para tornar atraente e mexer no bolso de quem tem. Que são poucos.

DAQUI POR DIANTE

Daqui pra frente só restarão os profissionais que sabem o que estão fazendo, e tudo isso dará uma boa selecionada nos aventureiros. Inúmeros profissionais que estão no mercado foram atraídos por causa da promessa de altos salários do setor. O nível do preço da mão de obra se tornou incapaz de ser praticado nos dia de hoje e o empreendimento obter lucro.  Há relatos de profissionais aceitando uma redução de salário para ter seu emprego garantido, assim trazendo o nível salarial mais para baixo. A esperança é que daqui por diante o crescimento se de mais lentamente e com segurança. 

O ciclo fantástico já passou, agora é voltar a realidade e nunca perder o otimismo. #Brasil