Vaias ao presidente interino Temer marcaram a cerimônia de abertura dos jogos olímpicos Rio 2016, realizada no estádio Maracanã nesta sexta (5). A cerimônia, que foi um verdadeiro show de luzes e performances simbólicas sobre a história e cultura dos povos brasileiros, foi palco de um imenso apelo ambiental, tendo passagens que diziam respeito à preservação das florestas e às emissões de gases na atmosfera, tema que vem sendo bastante abordado pelo mundo, mas que nunca antes foi tão enfatizado pelo Brasil.

O presidente interino Michel Temer, e sua esposa, que se encontravam sentados lado a lado com os chefes de estado, dos países que trouxeram delegações de atletas para os jogos, não teve seu nome citado como presidente do Brasil, não se sabe se a omissão de seu nome aconteceu para evitar comoções e atitudes negativas do público que estava no estádio, Temer permaneceu com semblante impassível e sereno diante do ocorrido.

Publicidade
Publicidade

Quando tudo parecia sair conforme planejado e sem imprevistos, outra manifestação do público se abateu sobre o presidente. Ao se levantar para cumprir o protocolo de que o presidente do país sede anuncia formalmente a abertura dos jogos, novamente Temer recebeu vaias da plateia. Vale lembrar que Michel Temer, vice presidente, se tornou presidente interino do Brasil, após o afastamento por pedido de impeacheament da presidente Dilma Roussef, que agora se encontra afastada das atividades da presidência aguardando julgamento, Dilma não compareceu a cerimônia.  

Shows de artistas abrilhantaram a cerimônia de abertura dos jogos, estiveram presentes os cantores Gilberto Gil, Caetano Veloso, Marcelo D2, Zeca Pagodinho, Anitta, Ludmila, Elza Soares, Karol Conka e MC Sofia (que se tornou a cantora mais jovem a participar da abertura das olimpíadas).

Publicidade

Um dos momentos mais emocionantes da festa, ficou por conta de Daniel Jobim, neto de Tom Jobim, cantando a música Garota de Ipanema, enquanto a top model Gisele Bündchen desfilava pelo estádio, a cerimônia também contou com Paulinho da Viola que cantou o hino nacional na abertura.

E, para a tão esperada hora do acendimento da pira olímpica, foram convidados os atletas: Gustavo Kuerten, ex-tenista; Hortência, ex-jogadora de basquete, e Vanderlei Cordeiro de Lima, ex-atleta maratonista. Vanderlei, que se tornou exemplo de superação e determinação quando foi impedido de vencer a maratona nas olimpíadas de Atenas (2004), quando sofreu um empurrão de um padre, faltando apenas alguns quilômetros para o término da corrida e, mesmo assim, conseguindo o bronze, Vanderlei recebeu a tocha das mãos de Hortência e, com alegria, acendeu a pira olímpica encerrando a solenidade. #Polêmica #cerimôniadeabertura #Rio2016