Foram dois jogos apenas com vitórias, mas a principal mudança no #Futebol brasileiro está animando os torcedores e mostrando um novo esquema tático que privilegia o jogo coletivo com muito protagonismo individual.

Os primeiros jogos da #Seleção Brasileira masculina de futebol demonstram que o esquema tático do esporte estava seguindo um padrão mundial devido à participação de atletas que atuam em times internacionais, principalmente na Europa. E isso precisava ser ajustado "a la Brasil".

Após a repercussão negativa pela ausência de vitórias no começo das #Olimpíadas, o time brasileiro precisou de um "chacoalhão" do torcedor frustrado e, principalmente, da mídia, em geral, para refletir e começar a mostrar resultados positivos na competição.

Publicidade
Publicidade

Além de questionamentos ao vivo sobre o comportamento da seleção, a internet viralizou muitos memes e brincadeiras sobre o jogo previsível e pouco criativo do futebol masculino. Sobrou até para as meninas do futebol feminino, que tiverem seus resultados comparados ao time principal.

Mas bastou as vitórias com vários gols aparecerem para que as brincadeiras se tornassem alegria e satisfação geral. 

Ao golear Honduras por 6 a 0, nesta quarta, 17, vimos que nosso time precisa mais de lances desconcertantes ou jogadas mirabolantes que são características do nosso futebol campeão. 

O caminho para o inédito ouro olímpico está próximo, como nunca esteve antes, e o resultado vai depender, crucialmente, da capacidade de  desconstruir esquemas táticos ou confundir o time contrário sobre o rumo que o jogo vai tomar graças a habilidade e talento individual de cada jogador que, somados, fazem do Brasil um time imbatível.

Publicidade

O PAPEL DE NEYMAR

O jogador mais famoso da seleção tem um papel importante. Não de jogador fundamental que faça o time trabalhar para ele fazer gol, como é o caso do time do Portugal que trabalha para sua maior estrela Cristiano Ronaldo.

Neste novo formato, Neymar tem a missão de organizar o time e abrir o caminho do gol para seus colegas, atuando com sua experiência e habilidade para termos mais vitórias e o ouro inédito.

A seleção do técnico Rogério Micale servirá de termômetro para o time principal e para as próximas gerações de jogadores que vestirão a honrosa camisa verde e amarela.

E o técnico olímpico já declarou que a conquista do ouro olímpico não será suficiente para redimir o futebol brasileiro, demonstrando que a crise no esporte vai além dos campos.