Uma das grandes ONGs Cristãs, a World Vision, foi acusada e denunciada esta semana de envolvimento em desfio de dinheiro. Conforme relato oficial do Shin Bet, todo o dinheiro doado a ONG foi desviado para bancar um dos maiores braços terroristas do Hamas, que tem o controle total da Faixa de Gaza.

A associação informou, nesta quinta (04), que está horrorizada com todas as denúncias feitas que envolvem o nome de Mohammad El Halabi, um dos líderes que controla todos os programas da ONG em Gaza, porém, diz que, neste momento, não acredita que essa denúncia possa ser real. O líder encontra-se preso e terá que responder no tribunal israelense a todas as acusações que foram feitas, inclusive a de #Terrorismo.

Publicidade
Publicidade

Foi informado que houve um desvio de milhões de dólares, que, conforme a narrativa do governo de Israel, tudo o que foi doado a ONG, foi utilizado para a compra de armamento pesado, para abrir túneis e apoiar trabalhos militares dos palestinos em combate aos israelenses, sendo que uma grande parte desse valor foi para remunerar os líderes do local.

O montante apresentado totaliza  60% do orçamento, dinheiro este que é doação de muitos evangélicos norte-americanos. Todo o trabalho realizado na região da palestina conseguia alcançar uma média de pagamento de 7 milhões de dólares, anualmente.

Para Shin Bet, Halabi usou o trabalho na ONG como uma fachada, já na intenção de desviar todo o dinheiro para o fundo do Hamas, comunidade da qual é integrante. Isso tudo vem ocorrendo desde 2005.

A associação World Vision, que tem um orçamento de quase US$ 3 milhões, explicou que todos os projetos relacionados a Gaza, sempre sofre uma revisão regularmente, de todos os tipos, tanto internamente, como auditorias independentes, tendo ainda uma grande gama gerencial, a fim de que todas as doações cheguem ao seu destino corretamente.

Publicidade

A ONG relatou que, com base nas informações passadas a eles, não encontra nenhum motivo plausível para acreditar que tudo que lhe foi dito realmente é verdade. A World Vision disse ainda que sempre prestou qualquer tipo de assistência às crianças palestinas, e que este trabalho vem sendo feito a mais de 40 anos.

A associação ainda informou que analisará o caso com maior cuidado e presteza, e que qualquer indício de envolvimento irá tomar todas as medidas cabíveis quanto ao que for apurado no caso. #Cristianismo #Religião