Superar o fim de uma relação amorosa pode ser uma tarefa difícil, principalmente quando o término ocorreu de forma complicada, com brigas e mágoas mútuas.

Algumas lembranças insistem em nutrir a esperança de que, com alguns ajustes, seria possível continuar, mas no fundo a voz da razão grita que a relação definitivamente terminou.

É aí que a razão e a emoção não conseguem chegar a um acordo. Se você está vivendo esse momento, veja agora quatro dicas de como seguir em frente sem levar consigo o sofrimento.

Ame-se

Por mais que nesse momento o “nós” apareça mais na sua mente, esforce-se para lembrar que antes dele sempre existiu o “eu”.

Publicidade
Publicidade

Saiba que você é maior que qualquer #Relacionamento que possa ter.

Você deve vir em primeiro lugar, então ao invés de dedicar seus pensamentos ao outro, pense em como você pode crescer com tudo que ouviu e viveu.

Nada de se diminuir! Reforce mentalmente suas qualidades, olhe no espelho e veja que quem está perdendo algo é aquele que não te quis.

Lembre-se dos momentos ruins

O relacionamento certamente teve muitos momentos bons, mas nenhum relacionamento chega ao fim “do nada”.

Dedique 15 minutos para lembrar das vezes em que seu parceiro foi injusto com você; que te magoou; daquele defeito irritante; daquela briga que podia ter sido solucionada com uma conversa, mas que ele resolveu empurrar com a barriga, desprezando a relevância daquilo para você; daquela traição que você sabe que houve, mas sempre foi negada; daquelas situações em que você foi ignorado ou tratado mal.

Publicidade

Você vai acabar notando (que precisaria de muito mais que 15 minutos para listar tudo) que o seu relacionamento não era assim tão perfeito quanto imaginava e que, na verdade, você suportou muita coisa desnecessária para sustentá-lo.

Não tente tapar buracos

Não é porque você terminou um relacionamento que deve sair por aí “pegando geral” ou agindo como um "vida louca" só para tentar se distrair. Restabelecer-se do fim de uma relação amorosa tem muito mais a ver com cuidar de si do que expressar aos outros que você está bem e não se importa com o que aconteceu.

Você pode até fingir, ou momentaneamente conseguir, se desligar de tudo, mas o retorno à realidade será muito pior. Vai acabar afundado em comparações, arrependimentos e decepções que não te farão nada bem. Serenidade: essa é a palavra mestra.

Permita-se curar com o tempo. Você não precisa provar nada a ninguém, concentre-se em si mesmo e nas coisas que te dão prazer a fim de se recompor.

Permita-se seguir em frente

A vida é assim mesmo.

Publicidade

Nem tudo sai como o planejado, as coisas simplesmente não funcionam do jeito exato como as idealizamos. Quando rompemos, ganhamos uma ótima chance de nos reinventarmos. Experimente coisas novas. Ocupe sua mente com atividades proveitosas. Você vai se surpreender com as novas habilidades que vai descobrir. Talvez a sua vontade seja de isolar-se do mundo, mas a solidão não ajuda a esquecer.

Continue a sair e não se afaste de seus amigos. Você não deve ignorar as oportunidades que te aguardam. Ainda que não queira uma nova relação, não dificulte aproximações. Não deixe de fazer o que gosta. Se aquela atividade estiver relacionada ao ex, procure fazê-la de forma diferente ou mude o horário. Se não quiser fazer sozinho, convide alguém da família ou um amigo para te acompanhar. #superação #Separacao