Muitas questões são levantadas quando nos relacionamos com alguém, vem aquela paixão e de repente estamos em um #Relacionamento maravilhoso que se encaixa perfeitamente em nossa vida, porém passado os primeiros momentos de euforia podemos cometer alguns erros e nosso parceiro também, assim começamos a avaliar até que ponto nosso relacionamento pode prosseguir.

Nesse momento bate uma insegurança e a incerteza do que fazer, separamos alguns erros e como contornar com #Dicas para que você avalie se vale realmente a pena continuar tentando.

Ciúmes excessivo:

O ciúme tem mais a ver com a insegurança de quem sente do que com algum fato que realmente acontece.

Publicidade
Publicidade

Para que o relacionamento possa seguir em frente, é necessário confiança dos dois lados, o que deve ser estabelecido desde o início da relação, cada um precisa ter a sua individualidade, isso é fato, mas se seu companheiro (a) tem ciúmes excessivo, você deve ou não seguir em frente?

Se você acredita que pode evitar as crises e ajudar o parceiro (a) contornar essa insegurança, a resposta é sim, porém deve estar preparado para reconhecer os sinais de crises potenciais, ajudando sempre que possível na autoestima do outro.

Falta de conversa

Vocês se amam, sempre estão juntos mas tem coisas que não gostam um no outro, porém evitam falar, porque acabará em discussão. Estão num ponto em que começam a repensar a relação pois tudo o que o outro falar pode virar uma briga homérica, tem como consertar?

Nesse momento é preciso pensar em como chegaram até esse estágio do relacionamento, quando pararam de conversar? Sempre foi assim? Quando as coisas começaram de fato incomodar?

Avaliando isso, podem usar os melhores momentos para alertar do parceiro (a) do que você não gosta ou ainda mostrar com exemplos o que tanto te aflige.

Publicidade

Para estabelecer um diálogo é necessário hábito e isso pode ser construído com o tempo e conhecimento do que realmente é importante para os dois. 

Traição

Geralmente esse é um dos principais motivos para balançar um relacionamento. E é comum também a pessoa que traiu pedir perdão e mais uma chance - e então, perdoar ou não?

Primeiro é necessário ver os motivos que levaram à traição, às vezes o outro apenas precisava se autoafirmar ou ainda estava carente. Foi só uma vez, a pessoa com quem ele (a) traiu ainda mantém contanto? Esses questionamentos também precisam ser respondidos. Se ainda ama e enxerga o arrependimento no outro não há problemas em dar uma nova chance, porém é preciso ser sincero consigo e ofertar essa chance somente se for capaz de perdoar realmente. Pense assim: Vou usar essa traição como motivo de briga? Se a resposta for sim não tem motivos para tentar, isso só trará mais mágoas para os dois. 

Construindo o relacionamento sobre os quatro pilares mais importantes: amor, confiança, respeito e empatia, todas as tormentas podem ser superadas. #Casal