O medo de uma futura prisão estava escancarado no rosto do ex-presidente da República, Luiz Inácio #Lula da Silva. Agora, com o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, Lula demonstra ainda mais desespero. Marcado por tentativas em vão de superar e burlar processos e acusações, Lula não conseguiu se tornar ministro da Casa Civil e não se livrou de inquéritos do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da operação Lava Jato.

Sem proteção, Lula se encontra sozinho, apontando cada vez mais para uma possível prisão.

Passado

O publicitário Carlito Maia, que faleceu após o primeiro mandato de Lula, foi responsável por fazer trabalhos publicitários ao Partido dos Trabalhadores.

Publicidade
Publicidade

Carlito usava sua criatividade e nunca recebeu dinheiro em troca. Ele costumava brincar que se considerava um "bruxo na adivinhação do futuro". Certa vez, ele citou que o dia em que Lula chegasse ao poder, ele (Carlito) o abandonaria, e foi o que aconteceu. Carlito também escreveu a frase "Brasil: Freud explica", em referência ao psicanalista Sigmund Freud - a frase talvez demonstre a atual situação de setores petistas. 

Crimes

Lula era conhecido por ter uma ideologia democrática, porém seus atos mostraram que tudo era um grande engano. O ex-presidente ultrapassou princípios republicanos, éticos e morais, seu demagógico populismo serviu apenas para revelar-se um grande corrupto. Lula se tornou réu em vários inquéritos, foi levado para depor coercivamente para a Polícia Federal e tudo indica que brevemente, sua próxima etapa é usar tornozeleira eletrônica.

Publicidade

Sua expressão envelhecida e desesperada é de medo. Lula não é mais o homem do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Ele não é mais visto como o líder sindical que foi preso em 1980, e depois da #cadeia, se tornou um líder político, que agora descoberto, revelou dominar e afundar por sua própria #Corrupção.

As acusações do ex-presidente podem ser resumidas em três grandes crimes, que seriam o de falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e corrupção. O governo de Dilma Rousseff não deu certo, Lula caiu e o futuro se tornou desesperador para o ex-presidente da República e seu partido.