A cada dia a #Globo vem poluindo a mente dos brasileiros com “obras” nocivas. Isso é perceptível sempre que anunciam um novo lançamento como a sátira de muito mau gosto apelidada de “A Comédia Divina”.

Não precisamos de muito raciocínio para saber que isso é uma espécie de chacota às religiões e ao Cristianismo, ferindo muitas crenças.

A "obra" retrata o Diabo (interpretado por #Murilo Rosa) preocupado com sua baixa popularidade, resolvendo fundar sua igreja na Terra.

Para que isso seja possível e mais pessoas possam ser convertidas, ele aluga um espaço na TV e lança seu "Satã Night Show", uma espécie de talk show que mais parece uma forma de achincalhar as igrejas cristãs evangélicas e católicas que possuem horários em diversos canais. 

Seria mera coincidência ou uma forma de ridicularizar a fé das pessoas?

Pregação da igreja do Diabo

Um ponto interessante de se observar é a forma manipulativa que a emissora usa em seus atuais programas e em sua grade de programação, e que estaria também de forma "cômica" inserida nessa nova "obra" que ela chama de "filme".

Publicidade
Publicidade

Se mantendo fiel ao que já acontece em suas novelas, a "igreja de satã" ensina que nada mais é proibido e que tudo que era errado está liberado, incentivando o ser humano a realizar suas fantasias mais obscuras.

Atrações do programa

Uma das atrações do programa já é por si só chocante: eles "queimam" pessoas ao vivo. Uma verdadeira inquisição cheia de sinais alegóricos que nem todos entenderão.

A representação de Deus

Se você achou que tudo isso não passou de brincadeira, espere até conhecer Deus na peça. Ele é representado pela atriz Zezé Motta, uma mulher que está preocupada apenas com jogos de azar e, em um de seus diálogos com o Diabo (ao qual ele chama de filho), diz que “os homens não são fiéis, por isso criei o cachorro”.

Estreia

O "filme" foi rodado em 2014 e sua estreia está prevista para o fim de 2016.

Publicidade

Trailer:

Minhas considerações

“O início de uma nova Era”, afirma o Diabo interpretado por Murilo Rosa. Apesar dessa afirmação parecer apenas uma frase perdida no meio de tantas outras, realmente pode ser um sinal de que uma nova Era esteja surgindo, como já vem se mostrando na emissora. Podemos esperar qualquer coisa e de forma cada vez mais desrespeitosa com a família, com as religiões e com a nossa própria dignidade.

Não quero ser o carrasco, mas o que nos espera é algo preocupante e inadmissível. Conto com o bom senso de seu núcleo de atores e escritores para que não transformem a TV brasileira em um palco construtor de sodomias devassas. #Igreja de Satã