O plenário da #Câmara dos Deputados aprovou em primeiro turno, por 366 votos a favor, 111 votos contra e duas abstenções, o texto-base da PEC que limita as despesas da União para os próximos 20 anos.

O projeto terá ainda que passar pelo segundo turno da votação no plenário da Câmara, que deve acontecer no dia 24 de outubro. Se for aprovada, seguirá para análise do Senado.

O presidente #Michel Temer enviou, ainda no primeiro semestre, esse projeto que é tido como fundamental para o reequilíbrio das contas públicas.

Basicamente, os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, o Tribunal de Contas da União, o Ministério Público e a Defensoria Pública da União não poderão aumentar suas despesas de um ano para outro acima da inflação.

Publicidade
Publicidade

Caso a #PEC seja descumprida, ocorrerá uma série de vedações, como a concessão de aumento para membros ou servidores do órgão. 

A oposição tentou atrapalhar os trabalhos por ser contra esse limite de gastos, alertando que não é o caminho para impulsionar a economia, e que a proposta retira recursos da saúde e da educação.

Já a base aliada do governo defendeu que a crise é fruto da herança dos governos petistas, alegando que a PEC é apenas o começo das reformas. Segundo a base do governo, a medida vai contribuir para o crescimento da economia. "Agora é a hora do ajuste", disse Ronaldo Benedet.

O deputado Baleia Rossi rebateu as críticas da oposição e disse que a PEC não irá retirar recursos da saúde e da Educação.

PEC 241 é o terror da extrema-esquerda

O governo petista criou um dos maiores déficits da história brasileira.

Publicidade

Gastaram excessivamente, mas sempre com aqueles que menos precisavam como com grandes empresários.

Como a nova PEC impossibilita a criação desses déficits, ela atraiu um ódio imenso de muitos defensores das "pedaladas" de Dilma, como Haddad, Gleisi e Jandira. Se o impeachment da Dilma Rousseff significou uma punição justa aos crimes fiscais, esta é agora na hora de aterrorizar os políticos que apoiam o PT.  

Está na hora de colocar o Brasil nos trilhos da prosperidade, e eliminar quem impede nosso avanço.

Avante pátria amada.