Não é de hoje que pessoas gordas têm dificuldade de encontrar roupas para comprar. Algumas pessoas dizem que falta pesquisar ou que, se essas pessoas quiserem se vestir bem, deveriam emagrecer. 

Vamos por partes. Primeiro: para pesquisar roupas é necessário que os vendedores das lojas atendam direito as pessoas. O que acontece hoje é uma reação imediata. O vendedor diz que o local não vende o tamanho, sem nem saber o que a pessoa procura.

Em segundo lugar, ninguém deve mudar o seu corpo para se sujeitar ao padrão imposto. A sociedade, sim, precisa aceitar que existem pessoas diferentes, e que seus corpos não são, nem têm que ser, iguais.

Publicidade
Publicidade

“Magro” e “gordo” são apenas adjetivos, mesmo que alguns queiram colocar a magreza como solução de todos os problemas do mundo.

A verdade é que as pessoas sempre vão achar um motivo para julgar você. Mas quando se tem uns quilinhos a mais isso piora de uma maneira perigosa. “Gordo” passa a ser a característica primordial, ignorando que ali existe uma pessoa com sentimentos, o que não acontece com os magros.

Alguns podem afirmar não sofrer nenhum tipo de preconceito, mas é só emagrecer algumas gramas para mudarem seu modo de pensar e agir próximo à pessoa. Elogios e frases do tipo "Nossa, como você emagreceu, está tão bonita (o)” passam a ser constantes. 

Discriminação

Você pode estar se perguntando o que isso tem a ver com roupas. A resposta é simples: qualquer um já se sente desconfortável só sendo mal tratado ou olhado de cima a baixo nas lojas, mas isso é muito mais constante quando se trata de alguém que não se encaixe nos padrões.

Publicidade

Existem relatos de pessoas gordas que, em uma loja de sapatos, escutaram "nós não trabalhamos com roupas do seu tamanho aqui". Infelizmente isso não é restrito a lojas pequenas. Eu desafio qualquer pessoa gorda a ir a uma loja dessas e cronometrar o tempo que vai levar para alguém vir te oferecer ajuda.

Numeração

Precisamos falar também sobre a numeração das roupas. Cada dia que passa a impressão é que as roupas estão encolhendo. Uma calça 56 de uma marca, por exemplo, pode ser menor que uma 50 de outra. Uma camiseta que, teoricamente, deveria ir até o tamanho 5G, cinco vezes maior que o tamanho grande, ná pratica não passa de um XG (tamanho razoavelmente maior que o grande).

Nem mesmo online temos a opção de comprar roupas que nos caibam. Restam-nos tecidos de má qualidade, cortes mal feitos, modelos que não se adaptam ao corpo, ou a propaganda enganosa descarada - como algumas lojas que vendem camisetas nerd e dizem oferecer tamanhos grandes, mas não o fazem.

Assim, é evidente a necessidade de expandir o pensamento da sociedade, mostrar que a pessoa gorda também tem o direito de se sentir bem e vestir como quiser.

Publicidade

Elas não precisam se esconder atrás de uma modelação na cor bege feita para não mostrar seu corpo como é. E se for da vontade da pessoa, que ela use uma roupa de estampa grande e colorida (sem sofre julgamentos). E o mais importante: que ela encontre, nas lojas, roupas que a sirvam. #plus size #gordofobia #Moda