Cada um de nós temos um comportamento diferenciado quando o assunto é intimidade. Os impulsos sexuais podem variar de pessoa para pessoa, mas, muitas vezes, o desejo pode estar ligado ao parceiro, e como é o relacionamento íntimo.

Por isso, quando se é feito uma classificação de atividade sexual, baseia-se nas questões como a biopsicossociais.

Tudo é particularmente diferenciado. Nosso dia a dia, como nos alimentamos e vivemos, define como somos nos momentos íntimos. Por isso, algumas pessoas têm mais desejo sexual que outras.

O Dr. Amaury Mendes Junior explica que as questões socioculturais também podem refletir na forma que lidamos com nossos desejos íntimos em determinadas épocas de nossas vidas.

Publicidade
Publicidade

Mas, apesar disso, cada pessoa possui um menor ou maior grau de comportamento sexual, diferente e único.

Mas, como saber se o seu comportamento sexual é o considerado normal, ou desviante?

Primeiro é preciso saber o que significa ter um comportamento sexual desviante.

  • Os desvios de comportamento sexual são considerados prejudiciais quando, por exemplo, causam sofrimento ao parceiro. A pessoa que tem tendência a ter esse tipo de desvio não sente prazer no ato em si, ele apenas busca ter relações íntimas para, unicamente, aliviar momentaneamente uma ansiedade. Devido a isso, ele não escolhe o tipo de parceiro, e pode praticar qualquer tipo de relação sexual. Isso inclui pedofilia, que é considerado um dos delitos mais graves do desviante. A tendência da pessoa é abusar de menores que são indefesos. As pessoas que tem sintomas do comportamento desviante raramente ou quase nunca se envolve amorosamente com alguém.

Segundo o ginecologista e sexólogo, a principal razão para que a pessoa tenha comportamento pervertido, e não se relacionar, é por estar ligado a cometer perversão, que é o ponto principal de sua busca por satisfação.

Publicidade

Mas é importante salientar que a perversão não pode estar ligadas, por exemplo, a situações onde o indivíduo tem desejos saudáveis de realizar fantasias com o parceiro. E sim quando seu desejo é exclusivamente fazer o outro sentir dor, e se saciar com isso.

Se você apresenta esse tipo de comportamento, saiba que pode ser tratado através de ajuda de um profissional. #Entretenimento #Dicas #Curiosidades