Se você nunca foi chamada de louca por um homem, você não está fazendo seu papel de mulher corretamente. Mulheres do século XXI, concordam com isso?

Vocês que, no último ano, ocuparam, cerca de 3,4 milhões de assentos nas universidades do Brasil, ainda compartilham essa frase em rede sociais. Caso de dupla identidade?

Existem duas de vocês: a louca é a santa?

Ser chamada de louca por um homem de forma constante é um reflexo de uma relação tóxica, abusiva. Uma verdade não contada, chamada Gaslighting, é um tipo de manipulação feita por homens com transtornos psicológicos (sociopatas), distorcendo as informações, omitindo ou simplesmente inventando para que a mulher entre num ciclo neurótico, acabando por duvidar dela mesma e aceitando tudo que o parceiro diz como verdade absoluta.

Publicidade
Publicidade

Isso pode levar a vítima à depressão, desorientação, síndrome do pânico, e muitos outros transtornos psicológicos e a sensação que a mesma não consegue mais sobreviver sem o agressor, relação de dependência.

Choros intermináveis no chão do banheiro, noites em claro olhando para o teto do quarto, procurando achar uma saída ou simplesmente perdendo a esperança que existe uma, sofrimento emocional que gera até mesmo uma mudança em sua aparência, você desiste de ser bonita, não liga mais para pentear os cabelos, fazer as unhas, ir para a academia, nem mesmo manter a limpeza mínima da casa, se acomoda com a podridão do mundo que a cerca.

Para que mudar, não é mesmo? Se tudo é culpa sua, se nada que você tente ou possa fazer está certo, você passa a viver numa espiral sem fim, numa roda gigante de um parque sombrio e abandonado, que só vai parar quando você tiver forças para tomar uma atitude, ou clamar por uma ajuda profissional caso não consiga sozinha.

Publicidade

Não entregue sua paz nas mãos de um sociopata, que, para o mundo, tem um #Comportamento amoroso e gentil e dentro de casa é um destruidor.

Violência contra mulher, não vem só em forma de socos, abuso psicológicos é real. A decisão é sua mulher do século XXI. Você vai viver à meia luz? Ou vai arregaçar as mangas como uma lutadora, dizendo: Eu não sou louca, sou uma mulher. #Relacionamento #namoro