A pior coisa em uma relação amorosa que qualquer pessoa pode enfrentar é a traição do cônjuge. Sentimentos, anos de relacionamento, bons momentos, confiança, intimidade, entre outras boas lembranças de uma relação viram ódio e raiva por parte do parceiro traído. O que mais frustra quem foi enganado é a quebra da confiança de quem um dia jurou amor eterno. Há pessoas que conseguem superar e acabam perdoando o parceiro e colocando uma pedra em cima do assunto, já outras não sabem lidar com a ideia e a relação termina na hora em que descobrem.

Carlie Maree, uma jovem escritora australiana faz parte do grupo de quem não tolera traição de nenhuma espécie e fez algo inusitado com a amante de seu marido.

Publicidade
Publicidade

Primeiramente em um belo dia, ela recebeu um e-mail da amante de seu cônjuge que contava em detalhes até mesmo de cunho sexual, sobre a vida dos dois e que seu parceiro estava a traindo já a bastante tempo. Bastante abalada e sem acreditar no que estava lendo, Carlie foi tirar satisfações com o marido e depois de saber toda a verdade, decidiu se separar e seguir adiante.

Um ano depois, a escritora e blogueira decidiu fazer uma relato detalhado de sua vida pessoal em seu blog dizendo que seu marido tinha terminado a relação com a amante que tinha um caso há mais de um ano e ela para se vingar decidiu expor o caso para sua esposa. Carlie resolveu dar o troco e escreveu uma carta para amante e disse que essa atitude contribuiu e muito para sua melhora emocional, mas que não deseja mal a amante.

Publicidade

A carta tem um certo tom de desabafo e fala de todas as consequências sofridas pela família de ambas as partes. O mais interessante é que a escritora manteve-se discreta e em nenhum momento ameaçou ou mostrou raiva da amante. Demonstrando muita maturidade nas palavras, Carlie disse que não quer apontar dedos e não interessa de quem é a culpa, além de não ter nenhum ódio dela. Diz ainda em seu relato que todo sofrimento por pior que seja, traz um aprendizado e contribui para o crescimento humano de qualquer pessoa. 

Leia um trecho da carta

"Às vezes, eu me pergunto o quanto disso era ele tentando encontrar o que ele perdeu em mim. Eu já fui uma mulher loira numa minissaia atrás de um bar no endereço favorito dele. Dez anos depois, eu era a mãe na calça de ioga com raízes brancas e olheiras por ficar acordada à noite inteira com um bebê doente. Ele deveria amar essa versão minha também. E ele amou, mas ele sentiu falta da garota que não tinha nada além de tempo para dedicar a ele. E foi isso que você entregou." #Entretenimento #Dicas #Curiosidades