Segundo fontes de uma pesquisa nacional apresentada nesta quarta-feira (2/10), cerca de 70% da população entrevistada informa que as nossas autoridades policiais se excedem quando estão sem serviço. Esse percentual incide diretamente sobre a juventude com faixa etária entre 16 a 24 anos. A empresa que apresentou esses dados foi a Datafolha de São Paulo, a pedido do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

O registro da #pesquisa aponta que mais da metade da população foi submetida a essa enquete, ocasionado percentuais de 53% das pessoas que têm medo de serem vítimas de violência por policiais civis e 59% da agressão cometida pelos militares.

Publicidade
Publicidade

Esse estudo foi feito com 3.625 brasileiros em 217 cidades em todo o Brasil. Com margem de erro de dois pontos percentuais para mais e para menos.

No entanto, a pesquisa foi mais além e descobriu, por exemplo, que na maioria dos casos os policiais são as principais vítimas das facções criminosas. Segundo o anuário do FBSP, no ano de 2015 foram mortos 393 policiais, tendo esse número diminuído apenas em 16 em relação ao ano anterior.

Esse mesmo anuário ressalta que os policiais brasileiros morrem mais quando não estão exercendo sua função do que nelas: dados da última pesquisa revelam que, durante o expediente, foram mortos 103 policiais, uma alta de 30,4% em contrapartida ao ano de 2014 e 290 fora do serviço, tendo uma queda de 12,1% em relação a 2014, normalmente em situação de reação a roubos.

Publicidade

O policial, muitas das vezes, reage a um roubo sem estar protegido, não tendo um colega ao lado, ou estando em trabalhos fora do expediente, os populares "bicos".

A pesquisa também constatou que 63% dos brasileiros entendem que os policiais não disponibilizam de equipamentos eficazes para desempenhar um bom trabalho. Porém, todas as polícias, tanto civis quanto militares, fazem um trabalho excelente, esclarecendo crimes, e 50% crê que esta mesma polícia trabalha seriamente e garante a segurança da população.

Os brasileiros têm conhecimento da importância dos policiais e reconhecem que estes são fundamentais na composição e manutenção do cumprimento das leis, além da imposição e organização da democracia no país, mas apesar disso ressaltam as dificuldades encontradas por essa classe que precisa estar bem equipada para se proteger e proteger a sociedade, tendo em vista que alguns atuam de uma forma que não satisfaz a população. #Violência #Casos de polícia