Quase todas as pessoas, se não todas, passam por decepções amorosas. É inevitável. Se ainda não aconteceu com você, irá acontecer. Sou daquele tipo de pessoa que sempre tenta tirar uma lição de tudo. E com as decepções, não foi diferente. Assumo que já me humilhei para ter alguém que eu gostava. Mas quer saber? Uma hora a gente cansa.

Não que iremos desistir dos relacionamentos para sempre, mas talvez tenhamos que mudar nossa postura com relação à rejeição. Mas você deve estar se perguntando o que aprendi com as inúmeras decepções que eu tive. E eu respondo: amor próprio! Aprendi a usar o amor próprio como uma ferramenta que me ajuda diariamente.

Publicidade
Publicidade

Entendendo o amor próprio

Não confunda amor próprio com uma ação, algo que você fez e passou a se sentir bem, como sair com amigos, ler um livro e dedicar um pequeno tempo para si. O amor próprio, quando o cultivamos, deixa de ser um estado de espírito para um sentimento profundo e real. Você se sente bem consigo mesmo, sem se preocupar com julgamentos. O importante é você se gostar.

Construímos o amor próprio com pequenas, porém constantes, atitudes que nos fazem amadurecer com o tempo, curtindo a nossa própria companhia. Antes de tudo você precisa se conhecer, ver o que te faz mal e tentar eliminar e mudar. É quando nos aceitamos como somos, admitimos nossas fraquezas e reconhecemos nossa força, e finalmente entendemos a essência do amor próprio.

Cuidando de você mesmo, aprendendo com seus erros

Fique sempre atento às suas atitudes, mudando o que for necessário, o que te fizer mal.

Publicidade

Se afastar de pessoas ou coisas que nos fazem mal não é uma atitude egoísta, e você nunca deve encarar como se fosse. Você está se libertando de algo ruim, com coragem e dignidade. Aprenda a cuidar de você, agir de acordo com as suas necessidades, e não fazer o que esperam ou querem que você faça. É você quem dita as suas próprias regras, respeitando a si mesmo e aos outros.

Amar a si é dar uma chance a você todos os dias. Ter esse sentimento não é ser egoísta, narcisista ou insensível. Sabe aquela famosa frase de mãe: “Se você não se amar, quem irá?” - tenha isso como uma filosofia. Aprenda com os erros, decepções e sofrimentos, para que possa, finalmente, dedicar um tempo maior a pessoa que mais interessa: você! #amor proprio #decepção