No encontro nacional dos magistrados que aconteceu nesta quinta (3), em Porto Seguro (BA), o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski em seu discurso, disse que os juízes "não devem ter vergonha de pedir aumento salarial". "Condomínio aumenta, IPTU, escola, supermercado, gasolina, e o salário do juiz não? E reivindicar é feio? É antissocial? Absolutamente não", comenta o ministro.

Todo trabalhador tem direito de exigir melhorias trabalhistas, tais como aumento salarial e de benefícios. Porém, há um contrassenso gigantesco do ministro em colocar em pauta o aumento salarial de políticos ou funcionários públicos, já que estamos passando por uma crise econômica, e não há declaradamente dinheiro suficiente para cumprir com todos os compromissos na gestão.

Publicidade
Publicidade

E esta não é a primeira vez que vemos políticos pleiteando aumento; são frequentes as notícias de deputados, vereadores e prefeitos que também cogitarem aumento salarial em plena crise econômica e política.

O que os nossos políticos não enxergam é que se há aumento em quase todos os produtos e serviços que consumimos, quem mais sofre com esses reajustes são os pobres, são os pais de família que ganham apenas um salário mínimo por mês (R$ 880,00), são os professores que ganham tão pouco, e deveriam ganhar muito mais, entre tantos outros profissionais que se viram como podem, e ainda assim ganham abaixo da suficiência e raramente conseguem viver de maneira digna, ou manter uma qualidade de vida boa.

Eu acredito, caro ministro Lewandowski, que o trabalho dos juízes tem uma importância imprescindível e incalculável para a democracia no mundo, e por isso devemos honrá-los com salários dignos de vossas atividades, para que assim sigam jubilosos e satisfeitos em vossas profissões.

Publicidade

Todavia, ministro, entendo que um profissional que ganhe entre 40 e 150 mil reais por mês, não vai enfrentar lá grandes dificuldades em ficar sem aumento salarial até que o #Brasil tenha condições em por em questão esse aumento.

Eu tenho certeza que, se o senhor for maleável, milhões de brasileiros vão agradecer.   #Finança