Você pagaria quanto para agredir #mulheres? Essa frase parece absurda para você? Pois para os envolvidos na produção de uma camiseta que traz a frase “mulher burra” como exemplo de pleonasmo, essa possibilidade de faturamento faz todo sentido. Pelo menos é isso que podemos entender ao nos deparar com a citada camiseta a venda em duas importantes lojas virtuais do Brasil, a Dafiti e a Kanui.

A peça, que estava a venda por R$49,90, foi criada pela marca Eiblu, e integra uma coleção de camisetas com frases e imagens engraçadas. Ou seja, além do #machismo claro, através da agressão verbal contra as pessoas que se identificam com o gênero feminino, a roupa ainda traz o machismo velado, que através de “piadas inocentes” causando grandes danos as mulheres, em todas as camadas sociais.

Publicidade
Publicidade

Repercussão negativa

A camiseta vem causando muita revolta entre mulheres – e também entre homens – e após o surgimento de uma polêmica nas redes sociais, não é mais possível encontrar as peças a venda nas citadas lojas. Internautas fizeram questão de entrar na Página Oficial da Dafiti para mostrar sua indignação. Não são poucas as pessoas que afirmam que pretendem realizar um boicote contra a loja. Muitos também deixam claro que, se a tentativa era fazer uma piada, o objetivo não foi alcançado. Outros ainda questionam a demora da Dafiti em fazer um pedido oficial de desculpas.

Entre os comentários, está o de Ly Dainese, que disse "ei, Dafiti, queria entender... como em pleno século 21 vocês vendem uma camiseta escrito que "mulher burra" é pleonasmo?".

Ivana Pansera rebateu da seguinte forma: “Para a Dafiti, ‘mulher burra’ é pleonasmo.

Publicidade

Um bom dicionário, por sua vez, define boicote como ‘veto a quaisquer relações com indivíduo ou grupo a que(m) se queira punir ou constranger a algo’. A idiotia vai custar caro, não é mesmo?". Mariana Radaliel chegou a perguntar se as “reclamações de mulheres nem importam”, já que, até o momento, a loja não se pronunciou sobre o assunto.

Por que machismo não é piada?

Se você não consegue perceber o quanto a camiseta é agressiva, basta tomar nota de alguns dados sobre o machismo e a misoginia no Brasil. Nosso país é, de acordo com informações da ONU, "o pior país da América do Sul para ser menina". Além disso, dados apontam que a cada cinco minutos uma mulher é agredida no Brasil e como se isso não bastasse, a cada 11 minutos, uma brasileira é violentada sexualmente.

Sobre a frase estampada na camiseta, a cultura machista realmente prega que as mulheres são intelectualmente inferiores aos homens. Tanto é verdade que, elas ganhar cerca de 25% a menos que eles, para desempenharem a mesma função. Por isso, ajude a combater esse tipo de pensamento. Machismo não é piada. Misoginia não é moda.