Um estudo polêmico foi divulgado nesta semana pela Universidade de Essex, na Inglaterra. De acordo com a pesquisa, todas as mulheres são bissexuais ou homossexuais. Isso quer dizer que na verdade não há mulheres heterossexuais. Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores mostraram a 345 voluntárias vídeos eróticos com homens e mulheres. O intuito era analisar que reação as entrevistadas teriam ao assistirem cenas mostrando cada um dos sexos.

Os resultados foram divulgados no "Journal of Personality and Social Psychology", uma publicação científica inglesa, e se basearam em diversos aspectos, como a dilatação das pupilas das voluntárias em resposta aos estímulos sexuais a que foram expostas.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a publicação, as entrevistadas que afirmaram se sentir atraídas por homens ficaram excitadas ao assistirem cenas eróticas apenas com mulheres nuas. Já as voluntárias declaradamente bissexuais ou homossexuais se interessaram mais por pessoas do mesmo #sexo.

82% das mulheres testadas mostraram respostas sexuais ao assistirem vídeos tanto de homens como de mulheres. Dentre as mulheres que se declaravam como heterossexuais, 74% ficaram sexualmente excitadas por ambos os sexos. Por outro lado, as mulheres declaradamente lésbicas apresentaram reações mais intensas com as cenas que mostravam mulheres do que com as cenas que mostravam homens.

Gerulf Rieger, do Departamento de Psicologia da Universidade de Essex, afirma que ainda que a maior parte das mulheres se considere heterossexual, no que se refere a desejo, elas são na verdade bissexuais ou homossexuais, mas nunca heterossexuais.

Publicidade

O pesquisador, especialista em psicologia da personalidade e em psicologia social, disse ainda que a pesquisa também quebrou um paradigma ao mostrar que a aparência das mulheres, ou seja, o modo como elas se apresentam em público, não quer dizer nada com relação a sua #sexualidade, não sendo possível se concluir acerca da orientação sexual de uma pessoas baseando-se apenas na maneira com que se veste. #LGBT