O dia 29 de novembro de 2016 será para sempre lembrado pelos amantes do futebol e pela população brasileira. Não é mais uma frase de efeito para confortar a familiares, amigos e torcedores da equipe do #Chapecoense, ou dos jornalistas que estavam a bordo do avião que caiu na madrugada, nas proximidades de Medelin.

Foi um acidente estúpido, duro, agressivo e que tirou a vida de setenta e uma pessoas. Destes, dezenove eram jogadores. Profissionais de imprensa de diversos veículos, que acompanhavam a equipe, e parte da equipe de voo, também estão entre os mortos.

O time do Chapecoense estava conquistando o Brasil, literalmente, com alegria, determinação e bons resultados.

Publicidade
Publicidade

O clube do interior do Brasil está em nono lugar no Campeonato Brasileiro de Futebol, na frente de nomes como São Paulo, Fluminense e Cruzeiro, graças ao árduo trabalho e a garra da equipe tragicamente morta.

A equipe chegava à Colômbia para disputar a final da Copa Sul Americana. A partida mais importante para história do clube.

Jogadores, equipe técnica, diretores e torcedores viviam um sonho. E o time vinha contagiando imprensa e torcedores de outros clubes. Era impossível não gostar da Chapecoense. A alegria dos meninos que estavam em campo ganhava o coração de todos. E estava trazendo ótimos resultados.

Na segunda fase, o Chapecoense tirou o Cuiabá da competição. Nas oitavas de final, foi a vez do clube de Chapecó eliminar o argentino Independiente nos pênaltis. O resultado foi 5 x 4.

Publicidade

Nas quartas de final, o clube brasileiro tirou o Junior. Na semi, a equipe eliminou o San Lorenzo com um empate de 1 x 1, no qual o goleiro Danilo foi fundamental.

Hoje a Chape, como está sendo chamada carinhosamente por torcedores de todos os outros times do Brasil que abraçam o sofrimento dos colegas catarinenses, faria o primeiro jogo da final do campeonato. Jogadores estavam animados no embarque, como pudemos comprovar pelas publicações nas plataformas digitais.

Infelizmente, o infortúnio acabou com a alegria e a esperança. O sonho tornou-se um pesadelo e vidas foram finalizadas.

O dia é triste para a história do esporte mundial. A nós só cabe a obrigação de tentar confortar pais, mães, irmãos, namorados, namoradas, esposas, maridos, fãs. Enfim, todos aqueles que perderam um ente importante nessa imensa tragédia.

Onde quer que vocês estejam, estamos com vocês Chapecoense. A história de vocês não será lembrada pela tristeza. Temos certeza que lembraremos das partidas vitoriosas e das campanhas maravilhosas que trouxeram ao seus torcedores e a alegria que estava trazendo ao Brasil. #Copa Sul-Americana